InovaNews – nº2 – nov/dez 2012

A INOVAPUCRS congrega o conjunto de atores, ações e mecanismos para fomento do processo de inovação e empreendedorismo da PUCRS, enquanto a InovaNews é um dos veículos de comunicação da Rede InovaPUCRS, com notícias de inovação e empreendedorismo da Universidade, em periodicidade bimestral, para assinar a InovaNews, clique aqui !

Tive o privilégio de ser entrevistado para a InovaNews nº2, bimestre nov/dez de 2012, material que foi publicado na seção “Perfil Empreendedor“, nem sei como agradecer as jornalistas Liana Rigon e Camila Dilélio pela qualidade do trabalho, Andy Warhol tinha razão afinal, parece que “todos nós teremos nossos 15 minutos de fama”. Estou aproveitando, afinal … é nóis na foto, mano!    🙂

Crédito: Bruno Todeschini/PUCRS

Quem: Jorge Horácio Nicolás Audy

O quê: Coordenador e scrum máster na área de produtos digitais do Grupo RBS, um dos idealizadores do TecnoTalk, agilista e escotista “24 horas” por dia. Acredita que os valores do escotismo podem ser agregados ao dia a dia das pessoas e das empresas. Como? Utilizando princípios ágeis. Mesmo “respirando informática” desde os tempos de faculdade, há quase três décadas, e tendo vasta experiência profissional na área de TI, Audy faz questão de destacar que a revolução em sua carreira aconteceu após cinco dias de imersão com a colega Cintia Lima na Conferência Brasileira sobre Métodos Ágeis de Desenvolvimento de Software – Agile Brazil 2011 – que ocorreu em Fortaleza (CE).

“Descobri que sabia 25% da história sobre métodos ágeis e scrum e que eram os outros 75% que faziam a diferença, o modelo mental das pessoas”, conta ele, que já no aeroporto preparou um plano de ação para apresentar a sua chefia-imediata. No esboço, Audy formalizava um resumo do que viram sobre metodologias ágeis e que viria a modificar o modelo de trabalho da equipe de produtos digitais da RBS. “O primeiro passo foi reorganizar os times de forma a todos ficarem fisicamente juntos, onde os colegas passassem a se comunicar não mais por e-mail, telefone ou reuniões, mas virando a cadeira. Tal proximidade fez com que naturalmente fluíssem ideias e se ganhasse tempo”, diz. Observa, também, que a essência das empresas do ocidente ainda é alinhada com os padrões impostos pela revolução industrial, nos quais existem rígidas hierarquias e as pessoas trabalham em comando-controle. “Eu mando, cobro e tu executas”, exemplifica. “Com metodologias ágeis, fica claro que os profissionais precisam de liberdade para construir, criar e inovar. Por isso trabalhamos com auto-organização como princípio fundamental, transformando o chefe em coach”, complementa ele. Audy também é um dos idealizadores do TecnoTalk, evento ágil no qual profissionais do Tecnopuc passaram a se auto-organizar em uma agenda positiva de eventos, palestras e debates, em temas e formatos de interesse.

Hoje: É coordenador e scrum master na área de produtos digitais do Grupo RBS, ministra palestras sobre métodos ágeis e integra a coordenação do Grupo de Usuários de Métodos Ágeis (GUMA-RS), participa do Grupo Escoteiro Guia Lopes, além de manter um blog sobre métodos ágeis em jorgekotickaudy.wordpress.com.

Estratégia: Atuar como coach a partir de sua crença no construtivismo. “É possível tentar fazer com que as pessoas trabalhem com prazer, encontrem-se como profissionais e deem espaço para sua vocação, respeitando as individualidades e capacitações de cada um, sem moldes”, observa. Ele acrescenta, ainda, que procura incentivar na empresa os valores que pratica com os jovens no escotismo. “Realmente, acredito que, dando reais condições de liberdade e valores às equipes, chegamos a melhores resultados, em um contexto mais inovador e criativo”, afirma.

#ficaadica: “Precisamos nos dar conta de que tudo na vida é coletivo, de que é necessário pensar no outro e desapegar do ‘seu’. Cair na real de que competição não é o segredo do sucesso e sim o compartilhamento de ideias e percepções. Se conseguirmos fazer com que todos cresçam, teremos condições de ir para o debate com mais força, propostas consistentes e equipe integrada. O método ágil nos mostra que as empresas não precisam de super-heróis e sim de coletivo, que dividam informações e garantam o crescimento de todos em um ambiente mais saudável e instigante.”

Esta notícia faz parte da InovaNews edição nº 2 – novembro/dezembro de 2012, publicada pela Assessoria em Comunicação da Rede Inovapucrs. A reprodução da matéria está autorizada desde que seja citada a fonte.

Um comentário sobre “InovaNews – nº2 – nov/dez 2012

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s