Nem sempre foi WYSIWYG e WYSIWIS

Em tecnologia da informação, é regra um programa de computador permitir que um documento, em tempo de criação e edição, tenha a mesma aparência de sua utilização final, em sua mídia de destino, eventualmente, com um ou mais pessoas colaborando.

O termo era relacionado a editores de texto inovadores nos anos 90, mas todos os fornecedores de software se adaptaram a este padrão de usabilidade. Eu sou da época do WordStar, antes disso programei Cobol em editor de texto mainframe, só víamos o resultado após horas ou dias (no caso de escrever em papel e passar pela equipe de digitação, depois pela de preparo.

WYSIWYG é o acrônimo de “What You See Is What You Get”, que significa “O que você vê é o que você obtém”. Um conceito nativo em editores do século XXI, não quando o termo se originou no século XX. Na época, a edição era textual e não levava em consideração formato, cores, tipografia, dispositivos, periféricos, etc. Hoje, MS-Office, a suíte da Adobe, WordPress e praticamente tudo o mais em tempo real, igual a edição e publicação, optando ou não por acrescentar marcações e dados agregados em tempo de edição.

Nos anos 2000, trabalhar colaborativamente nas ferramentas do Google Docs estabeleceu um novo padrão, não queríamos só ver o trabalho realizado em uma interface gráfica de alta definição reproduzindo seu formato final, queríamos agora fazê-lo com vários colegas em paralelo. Isto significava novos padrões de serviços, conexões e sincronia usados em softwares.

WYSIWIS é o acrônimo de “What You See Is What I See”, que significa “O que você vê é o que eu vejo”, um fenômeno também do século XXI, posto que antigamente um arquivo somente poderia ser aberto por um usuário a cada vez. Com o Google docs, forms, sheet, …, a edição passou a ser compartilhada em tempo real, permitindo que vários “cursores” representem diferentes usuários que ao mesmo tempo estão editando seu conteúdo. Além dos aplicativos do Google, já temos whiteboards, kanbans, Office 365, …

Hoje usei o Miro em uma facilitação com quase 70 pessoas interagindo ao mesmo tempo (imagem abaixo), como um enxame de cursores criando postits e conversando via Zoom. Meu jogo Toolbox 360° digital pode ter até 10 jogadores ao mesmo tempo no mesmo jogo em tempo real. Neste exato momento estou editando no wordpress, uma ferramenta WYSIWYG até onde é possível.

Por hora não vemos limites percebidos nesta evolução, as ferramentas são cada vez mais amigáveis, WYSIWYG e WYSIWIS. Também saímos de jogos monousuários em consoles proprietários para soluções multijogadores na nuvem. Vários jogadores mundo afora jogando o mesmo jogo ao mesmo tempo sem delay para ver a movimentação uns dos outros.

Ferramentas manipuladoras de texto, hipertexto, áudio, vídeo, todas evoluindo junto do poder de processamento dos computadores pessoais, tablets e smartphones. Inclusive, cada vez mais é possível embedar diferentes formatos em um mesmo editor, apresentados como serão vistos tanto em tempo de edição e execução.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s