Liderança – Radical Candor – Kim Scott

Qual o melhor perfil de trabalho a ser incentivado por um líder do século XXI? Qual o ambiente, clima, comportamento comuns e esperados pelo seu time? A liderança também é time ou ele se posiciona e é visto como um ente a parte, intocável, vertical, hierárquico apenas?

O livro Radical Candor (Sinceridade Radical) é uma abordagem de gestão proposta por Kim Scott, ex-Apple e ex-Google. Ela propõe um método baseado em feedbacks em 360°, com o líder dando o exemplo, recebendo e oferecendo feedbacks radicalmente realistas e construtivos.

Neste contexto, é importante que o time seja de fato um time, com ciclos curtos de feedback e melhoria contínua. Para que funcione, seus integrantes precisam ser mais transparentes sobre seu plano de desenvolvimento individual e coletivo.

Ela propôs um canvas cartesiano com um eixo de “Cuidado com as pessoas” e outro como “Desafiar diretamente”, gerando uma matriz 2 x 2, com o quadrante mágico onde há sensibilidade e cuidado com as pessoas, mas também sinceridade e desafiar diretamente = Sinceridade Radical.

Lead by Caring and Challenging: An Interview with “Radical Candor” Author  Kim Scott

A Sinceridade Radical depende de um interesse genuíno de cada integrante, líderes e liderados, pelo crescimento individual de cada um e do coletivo. Resgata a relevância da escuta ativa e interesse em decisões impessoais e colaborativas, pelo melhor a cada momento.

1. Empatia Danosa – Cada um de nós já viu isso na prática, quando omissões e contornos são dados na verdade para evitar algum desconforto ou conflito, varrendo o problema para baixo do tapete. É um pacto de baixa empatia, focando mais na imagem que no conteúdo;

2. Falsidade Manipuladora – Um quadrante ainda mais perigoso, posto que aquilo que é dito não é confiável e todos assim percebem. Faça o que eu digo, mas não o que eu faço, alpinismo profissional, uma relação enganadora, que via de regra o tempo desmascara;

3. Agressão Obstinada – Conota um clima organizacional ácido demais, via de regra focado em resultados a qualquer custo, não importa sentimentos e realidade, muitas vezes tratando de forma muito intensa tanto problemas quanto restrições;

4. Sinceridade Radical – É a busca permanente pelo equilíbrio, as vezes tendendo para um lado ou outro, mas sempre genuinamente preocupado em experimentar e melhorar entre o Cuidado das pessoas e Desafiar diretamente, entre todos, em 360°.

Quem me acompanha ou participa da comunidade ágil já ouviu falar de muitas técnicas de team building e team bonding. Técnicas usadas em retrspectives e futurespectives, Kudô Cards, Envelopes de feedback, Feedback Canvas, com cerne na transparência e cooperação.

Me faz lembrar do recente livro “Seja egoísta com sua carreira!”, que não é um líbelo a alienação, pelo contrário, dar e receber feedbacks, não mascarar informações baseado em zonas de conforto, não assumir que o cargo ou função é mais importante que o desenvolvimento e crescimento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s