Peter Drucker e “Agilidade” ?

Peter Ferdinand Drucker, nascido em 1909 na Áustria, mudou-se para Londres em 1933 e finalmente para os Estados Unidos em 1937, país que adotou, nacionalizando-se americano, vindo a falecer em 2005. O ano de 1933 foi o ano em que a Alemanha adotou oficialmente o Partido “Nazista”, em 1937 recrudesceu o quadro político Europeu, fatos que redundariam na segunda guerra.

Reconhecido como um homem adiante de seu tempo, pai da administração moderna, doutorado em direito, mas filósofo e economista por vocação, reconhecido a nível mundial como um dos maiores teórico da moderna gestão de empresas, globalização e organizações em larga escala, gestão por objetivos. Como ele afirmava, estudioso da ciência que trata das pessoas nas organizações.

Visionário, previu movimentos de governos e organizacionais rumo a privatização, produção em escala, marketing das organizações, a sociedade de informação, influenciando pensadores, políticos e executivos de grandes corporações na segunda metade do século vinte.

O que Drucker tem a ver com “Agilidade” ?

Talvez Drucker talvez tenha sido um precursor nas pedras fundamentais de equipes auto-organizadas, quando de seu projeto de estudo e diagnóstico da GM na década de 40, contratado por Alfred P. Sloan. O estudo de 18 meses originou seu famoso livro “Concept of the Corporation” (1946). Ali surgiram ideias inovadoras sobre autogestão, contrapondo uma linha de montagem com orientação tradicional, formal e hierárquica. Sugeriu focar no Porque fazer e não no Como fazer, em uma gestão por objetivos.

Inovador em seu pensamento, ele valorizou aspectos humanos como forma de alavancar melhores resultados econômicos, propondo a autogestão das equipes para eliminar gargalos, buscando formas de mudar e dar mais velocidade a esteira. De fato, uma esteira com dezenas de equipes  e centenas de indivíduos tinha sua velocidade determinada pelo indivíduo ou equipe mais lenta.

(*) Contemporâneos, John Maynard Keynes, nascido na Inglaterra em 1883, foi um dos mais importantes economistas do século XX, pai da macroeconomia. Suas ideias revolucionárias incentivaram a adoção de políticas intervencionistas do Estado afim de criar estímulos ao desenvolvimento econômico.

O preço de uma oportunidade desperdiçada

O ineditismo desta provocação não foi devidamente entendido pela industria americana, pois a GM não procurou entender e mudar seu modelo de produção e apesar de Henry Ford ter no pós-guerra buscado inspiração no livro “Concept of the Corporation”, o modelo gerencial de suas linhas de produção continuou baseado no modelo-mental vigente, em comando-controle.

Humanista, via os funcionários de uma empresa como um recurso a ser desenvolvido ao invés de um custo a ser apenas explorado, quarenta anos antes do modelo Toyota de produção revolucionar a indústria automobilística com foco em valor, equipes auto-organizadas, eliminação de desperdício, a descentralização nas empresas e muito mais.

O pragmatismo Japonês e o desapego da filosofia oriental aos preceitos da revolução industrial, da produção em massa e da administração clássica proposta por Taylor e Fayol, baseada em tempos e movimentos, permitiu que eles desafiassem e superassem os americanos com uma indústria mais enxuta, mais produtiva, de menores custos e mais competitiva.

Moral da história – Demorar a entender o que é auto-organização cobrou um alto custo da GM e Ford, perdendo capacidade competitiva e pavimentando que 40 anos mais tarde perdessem a liderança do mercado automobilístico mundial.



http://pt.wikipedia.org/wiki/Peter_Drucker

Uma das publicações mais destacadas há pelo menos trinta anos sobre teorias, modelos e cases de negócios e organizações é a Harvard Business Review, acho que todos os grandes nomes que cito e teorias na fonte estão lá representadas em seus artigos, Druker era assíduo na HBR desde os anos 80:

Dica adicional, se procurar por qualquer grande referência, teoria ou modelo sobre gestão ou organizações, coloque HBR ao final, sua fonte de consulta será a melhor disponível …

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s