0

Dinâmicas para ressignificar nossa percepção de time

Quer um roteiro simples e muito efetivo para sua equipe esclarecer quem somos, porque existimos, o que fazemos, qual a importância, como fazemos, etc? Os artefatos resultantes são muito importantes de início, mas desapegamos deles com o tempo a medida que evoluímos e crescemos como um time de alta performance.

Conforme a famosa Curva de Tuckman – Forming, Storming, Norming, Performing e um dia Adjourning – iniciamos por alinhamentos, que nos permita experienciar, hora acertando, errando, aprendendo e melhorando, passando assim por um período de storming até que estabeleçamos um bom padrão de interação e resultados.

Importante alinhar desde o início que nosso objetivo é debater e modelar uma primeira versão em uma timeboxe que pode ser de uma manhã, de 2,5 a 3,5 horas, desta forma questões mais polêmicas podem ser combinadas como um MVP, pois o todo deverá ir evoluindo e melhorando com o passar do tempo.

1. Quebra-gelo – Conforme o perfil do time e a janela de tempo podemos escolher um quebra-gelo rápido, como crachá para montar um quadro de identidade, sucata para fazer um brasão ou bandeira do time, um moodboard com nomes, talentos e propósito do time ou mural com spots de jogos e dinâmicas que o time realiza;

2. “Briefing” – É muito importante uma abertura em que a liderança, um diretor ou gerente, fale sobre histórico, sua percepção e confiança no time. Esse início ajuda a mitigar eventuais birras e disputas internas, oferecendo uma percepção de que a empresa aposta em cada um e no conjunto para atingir os resultados desejados;

3. 5w2h – Um aquecimento muito bom é cada um escrever em postits perguntas que lhe inquietam ou acreditam importantes a serem respondidas ao final. Eu ofereço um bloco de postits grandes a cada um para que escrevam perguntas que deseja verem respondidas nesta reunião, para então clusterizá-las na parede;

4. Role Model Canvas – Uso uma adaptação deste canvas para discutir quem somos, desde missão, restrições, parceiros, informações, ferramentas e cenários (fluxos). Tenho usado este Canvas para realizar este brainstorming, suas células oferecem orientação para idear, debater e convergir os temas mais importantes;

5. Próximos passos – Ao final, sempre é importante rever a essência do que foi discutido e materializado, ver no 5w2h se tudo foi endereçado, rever o resultado do Canvas, construindo um To Do List com os próximos passos e endereçamentos de forma que alguns, cada um e todos tenham metas até o próximo encontro do time.

39982292_2063271203725819_8246384165197447168_n

Role Model Canvas

Quanto ao Canvas, não o uso de forma literal, o adaptei a minha necessidade, mas mantive o mérito ao autor. O reinterpretei visualmente de forma a privilegiar o que é para nós mais importante (cenários), por isso reorganizei e propus uma abordagem dirigida para preenchimento conforme segue, ultimando com nossos fluxos de trabalho:

1º. Missão, antes de mais nada, o que é esperado, resultados esperados, porque de sua existência;
2º. Restrições conhecidas, as principais, tendo surgido algo quanto a alçada, budget, equipe, dependências;
3º. Parcerias essenciais, internas ou externas com quem a área ou processo ou programa conta ou depende;
4º. Informação que lhes são cobradas, métricas, metas, indicadores e quem as solicita ou exige;
5º. Ferramentas, de forma a deixar claro quais são e eventual contextualização;
6º. Trabalho, principais jornadas, procedimentos, com selos de valor, oportunidade e prioridade.

A tempo, o original é alemão e um pouco diferente, com outro fechamento (link):

0

25/08/18 as 13:30 na DBServer – Mais um JOGOS 360°!

No próximo Sábado, dia 25/08/18 entre as 13:30 e 18:30, vai rolar mais um workshop de Jogos quebra-gelos, aquecimentos e pedagógicos … muito mais que o lúdico, discutiremos fundamentos, riscos e oportunidades, abordagens para planejar, executar e até criar novos jogos.

Alguns com objetivo de quebra-gelo, algo agitado, divertido, mas porque não aproveitar e aplicar algo provocativo, o mesmo propósito de jogos de aquecimento onde discutimos valores, princípios, conceitos, percepções sobre os mais diferentes contextos e Agile Games (pedagógicos).

O preço é super acessível, cada um leva o livro para casa e acredito que é um workshop de interesse para facilitadores, gestores, professores, RH, escolas, para todas as áreas, pois trata de questões relacionadas a empatia, sinergia, integração, auto-conhecimento, ensino e aprendizado.

Inscrições em http://bit.ly/jogos360-250818

 

Algumas fotos e depoimentos de edições passadas:

“Foi útil, divertido e traduziu o sentido da aprendizagem 3.0, que valoriza o conhecimento dos indivíduos e constrói novos conhecimentos a partir da troca de experiências. A condução foi consistente e fluída, combinou jogos, teoria e exemplos práticos de aplicação. Além disso, a conexão das pessoas potencializou a criatividade, a visão crítica e a flexibilidade cognitiva, características relevantes na sociedade do século XXI.” – Fabiane Castro – Inteligência Competitiva e de Mercado | Escola de Negócios da PUCRS

“A experiência foi sensacional. Tive inúmeros insights de erros que costumamos cometer sem nos darmos conta e consegui pensar em inúmeras aplicações de jogos em ambientes de sala de aula visando a maximização do processo de aprendizagem. ” – Barbara Silva Costa – Professora Unisinos

“Curso de Team Building Games: aprender a jogar para ensinar. Muito Obrigada pela generosidade Jorge Audy” – Camila Morales – UniRitter

“Muito bom! A tarde passou voando e eu sai cheia de ideias!” – Márcia Vargas

“Que tarde maravilhosa, muitas dinâmicas, trocas de experiencia e novas ideias para aplicar.” – Jonatan Aguiar – Compasso Tecnologia

“Sempre aprendendo muito com Jorge Audy” – Joice Schwank Hahn – Sicredi

“Eu sou suspeita pra falar …. adoro os Games, me apaixonei no primeiro Agile Games Night do TecnoTalks lembra! Temos que repetir !” – Fran Vareira – CWI

Quebra-gelo / Icebreaker

  • 1, 2, 3 – empatia
  • A cobra e o tigre – sistemas puxados
  • Balões ao alto – senso de time e valor
  • Bola alternada – cadência e melhoria
  • Bola imaginária – auto-organização
  • Boneco ou robô – valor e empatia
  • Bola no balde – senso de time
  • Bomba e estopim – sistema puxado
  • Braço direito – senso de time
  • Caça ao Tesouro – integração
  • Caixa de pandora – criatividade
  • Campo minado – estratégia
  • Corrida de centopéias – sistemas puxados
  • Corrida colaborativa – senso de time
  • Corridas de centopéias – senso de time
  • Cynefin – sistemas complexos
  • Escalpos – senso de time e estratégia
  • Escravos de Jó – sistemas puxados
  • Esquis – sistemas puxados
  • Fio Dental – senso de time
  • Formigas e cupins – estratégia
  • Guerra dos balões – senso de time
  • Invertendo a ordem – senso de time
  • Mundo animal – integração
  • Pair-plane – empatia e melhoria
  • Passe 15 – senso de time e integração
  • Refugo radioativo – teoria das restrições
  • Requebra-cabeças – negociação
  • Rio dos crocodilos – sistemas puxados
  • Rolos da serpente – auto-organização
  • Siga o chefe – senso de time
  • Teia de aranha – estratégia
  • Torre de hanoi – estratégia
  • Tribos e escalpos – estratégia
  • Trocaletra – senso de time
  • Vôlei colaborativo – senso de time

Aquecimento / Warm Ups

  • 6 Thinking Hats – timeboxes
  • Apresentação – integração
  • Balões entregues – fluxo
  • Cards Against Agility – principios
  • Círculo de conselho – senso de time
  • Círculo-quadrado – auto-organização
  • Collage – criatividade
  • Comando-controle – auto-organização
  • Crazy Eight – criatividade
  • Delegation Poker – liderança
  • Desenho colaborativo – princípios
  • Descubra o colega – integração
  • Diário – princípios
  • Empatia – empatia
  • Enchendo a garrafa – estratégia
  • Enciclopédia – princípios
  • Fábrica de moedas – sistemas puxados
  • Fábrica de triângulos – auto-organização
  • Fato ou ficção – empatia
  • Fruta madura – confiança
  • Histórias e mapas – empatia
  • Identidade – princípios
  • Imagem e ação – integração
  • Imaginação e improviso – princípios
  • Improviso – criatividade
  • Jogo das sombras – empatia
  • Leilão de valores – princípios
  • Ligando os Pontos – empatia
  • Mandala – empatia
  • Meddlers – liderança
  • Mega-master – estratégia
  • Mímica – empatia
  • Mochilão – estratégia
  • Modelo Cynefin – complexidade
  • Movimenta e estática (Força G)
  • Moving Motivators – liderança
  • Mudança de hábito – empatia
  • Mural de personalidades – empatia
  • O micróbio e o dente – sistemas puxados
  • Onde está Wally? – comunicação
  • Pacote surpresa – empatia
  • Pivot – estratégia
  • Princípios de 1 a 5 – princípios
  • Quadrante mágico – princípios
  • Quem – empatia
  • Quem sou eu? – empatia
  • Tribunal do Juri – princípios
  • Torre de papel – estratégia
  • Paixão ou pressão – comunicação
  • Personas – empatia
  • Postit na testa – comunicação
  • Repaginando – princípios
  • Robótica – comunicação
  • Sentimentos – empatia
  • Sem telefone e sem fio – princípios
  • Telefone sem fio – comunicação
  • Varinha anti-gravidade – senso de time
  • Você prefere – empatia
  • Volta ao mundo – criatividade
  • Zoom – criatividade

Agile Games

  • Alfabeto perdido de Macondo – scrum
  • Aviões 2.0 – scrum
  • Bambu challenge – scrum
  • BDD Warriors – BDD
  • Castelo de cartas – scrum
  • Catapulta – scrum
  • Cesto de ovos – scrum
  • Clone lego-lego – scrum
  • Construindo cidades – scrum
  • Desafio Toolbox 360º – Conhecimento
  • Extreme Hour – XP
  • Fio de Ariadne Ágil – criatividade
  • Jenga Testing – Qualidade
  • Kanban Pizza – kanban
  • Kim (memória) – Agile
  • Lego Serious Play – Agile
  • Marshmellow challenge ágil – scrum
  • Pizzaiolo – inclusão
  • Scrum from Hell – comportamento
  • Scrum Liner – scrum
  • Scrumia – scrum
  • Paper Snowflake – scrum
  • Spaghetti bridge – scrum

Extra

  • Papel e lápis – passatempos de estratégia
6

18/08/18 – Cada workshop Toolbox 360º é único

Mais um workshop Toolbox 360°, com uma galera muito pilhada, divertida, Learning 3.0 na prática, trazendo desafios e construindo alternativas de soluções a partir de muita sinergia de conhecimento e aprendizado descentralizado … como tem que ser!

Nesta edição o Dreyson Queiroz contribuiu de forma mais intensa, compartilhando com todos um pouco de suas vivências e conhecimentos sobre teorias e práticas de modelos, métodos, teorias, ferramentas e talz … 🙂

Novamente uma tarde intensa, onde desafio a galera a sair da caixa para poder enxergá-la melhor e empacotá-la para presente \o/, nada de exercícios fictícios, cada um contribuindo nos debatendo em grupos suas percepções e expertises, ensinando e aprendendo.

É mão na massa, logo de início rola apresentações e expectativas, tem Desafio Toolbox 360°, um jogo que já se mostrou multidisciplinar e muito provocativo, alguns debates e Toolbox Wall 360°, o tradicional super-coffee e várias rodadas de debates em diferentes desafios.

Sempre colo aqui alguns depoimentos feitos nas redes, o que me orgulha muito:

“Superou minhas expectativas, o Jorge Audy e o Dreyson Queiroz foram sensacionais. Aprendi muito nesta tarde e agora é hora de jogar!” – Hugo Linhares Reichenbach – Brudam Softwares que Entregam Eficiência

“E como estamos no sábado ? Estudando… estudando e estudando com os melhores ! Foco + ação = resultado” – Silvia Marmontel Matos – SM Consultoria Jurídica

“Simplesmente demais, uma tarde de muito conhecimento e troca de experiências, além da grande oportunidade de conhecer e partilhar experiências” – Diego Souza – Comércio de Produtos Agrícolas Ferrarin

“Tarde de muito aprendizado no Workshop Toolbox 360° com Jorge Audy e Dreyson Queiroz!” – Marcos Longo – Ditech Consultoria e Sistemas

“Caraca! Muito bom mesmo! Energia, colaboração, reinvenção e sinergia! Valeu a pena o bate volta!” – Silvia Sarmento – Tchê Treinamentos

“Foi uma tarde🔝! Sol, calorzinho, aprendizado, trocas e muita energia boa!” – Liana Alves – Unicred do Brasil

A cada workshop, uma egrégora diferente, muita energia sempre, mas cada grupo interage diferente e traz vivências e contribuições muito legais, tem sido um privilégio poder interagir e trocar tantas coisas boas com tanta gente que faz acontecer em suas áreas e não perde oportunidade de compartilhar.

TB

1

1° Workshop Toolbox 360° em SP (aos pés da ponte estaiada)

Dois dias em SP aos pés da ponte estaiada, imagem mais icônica da capital paulista, interagindo com o super time da DBServer SP, especialmente contando com a Maressa, Daniel, Rafael, Silas, Elias e Verner. Na sexta um bate-papo com líderes de diferentes clientes e no Sábado a oportunidade de rever 30 parceiros da minha rede no workshop.

Alguns imprevistos, como a indisponibilidade do ar condicionado, exigiram adaptação, mas em nada comprometeram os resultados práticos, pois acabamos iniciando na ótima e ampla sala reservada e encerrando na fantástica área de convivência com uma grande área envidraçada com vista direta para a ponte estaiada.

Parecia mais um workshop aqui no Café Coworking do TecnoPUC de tantas pessoas conhecidas e queridas, estavam lá o Rafael Capra, a Gabriela Corrêa, a Deborah Zapata, o Lauro Madalosso Nunes, o Rogério Roberto, a Edilaine Miguel, entre outras pessoas muito queridas e que muito interagiram e contribuirão.

Como diz a abordagem pedagógica do mestre Alexandre Magno, neste workshop eu uso o Learning 1.0 quando me utilizo de cartas com conteúdo estático como base, Learning 2.0 ao provocar o debate e reforço pelos participantes, Learning 3.0 nos exercícios pontuais em que proponho a todos trazerem outras técnicas e boas práticas.

“Foi uma tarde maravilhosa, muito aprendizado, troca e carinho! Por mais dias como este! Gratidão imensa por estar con vc e os outros amigos!” – Déborah Zavistanavicius Zapata – Agile Think Consultoria

“Aprendemos de forma bem prática sobre o uso das técnicas, como encaixá-las nos diversos cenários e como adaptar. Adaptar sempre!” – Gabriela Corrêa – BRQ IT Services

“Sábado de mais aprendizado! Tollbox 360° Wall … Foi show!” – Edilaine Miguel – Vagas.com

“Foi um grande prazer participar desse workshop, simplesmente sensacional!” – Camila Fonseca – Santander

O workshop tem uma sequência de exercícios e conteúdo adaptável, a base é: Boas-vindas e introdução ao conceito de Toolbox 360°, o jogo Desafio Toolbox 360°, uma primeira interação com o mural Toolbox Wall 360° ao mesmo tempo do coffee para que a galera alterne mural ou coffee ou networking, três rodadas de debate e ampliação sobre planejamento (carreira), resolução de problemas e empatia …para encerrar com os mais votados do mural, que neste caso foram Direto ao Ponto, OKR e Jogos.

Eu tento ir ajustando os tempos de acordo com o perfil da turma, o que neste caso do primeiro em São Paulo fez com que ao final eu me estendesse por meia hora para exercitarmos e debatermos conceitos sobre Jogos, visto que Team Building Games foi o mais votado do mural e vários já vinham pedindo para aproveitar e discuti-los. Abrimos um espaço grande junto ao mural auxiliar com 116 jogos e fiz um purpuri, apresentando-os e exercitando-os ali mesmo com diferentes voluntários.

A comunicação foi bem intensa, troquei emails com a maioria e ao perceber que muitos não respondiam (talvez por cair em anti-spam) apelei para whatsapp e mesmo pelas redes sociais para garantir que não houvesse ruído na comunicação … o quórum ficou em 30 pessoas, um número exato para o espaço sem lotação.

Em breve quero ver se volto a SP, mas também tenho convite para BH, Curitiba e Brasília.

0

Webinar King Host sobre Carreira

Um spot que passou longe do lugar comum e testes vocacionais, uma visão muito peculiar daquilo que acredito sobre Carreira, sem idealizações ou simplificações … exige auto-conhecimento, constante reflexão, construção e acionamento de networking ativo, usando (ou não) ferramentas de forma iterativo-incrementais-articuladas.

Interagir com a King Host sempre uma experiência divertida e instigante, já participei de uma conexão King Host a alguns anos, vem aí mais uma edição em Outubro/2018, interagindo com um público bem variado, conheci dois dentistas que lá compareceram para assistir e bater um papo.

A seguir algumas fotinhos desta aventura, com os parceiros desta viagem, eu curti e tive alguns feedbacks bem legais … tinha uma hora para pontuar alguns dos tópicos que considero mais relevantes nesta parada … mundo, mercado, século XXI, auto-conhecimento, parceiros de viagem, PDCL, …

Também alguns artefatos que podem ajudar e dicas que devem ser lidas com critério, porque em uma horinha de webinar assumi o papel de cozinheiro, apontei ingredientes, disse que podem usar outros, alguns cuidados e uma receita … que aplicada por cada um vai gerar um resultado diferente, depende de nós.

0

Jogo de Torre de Hanoi

Uma dinâmica de grupo, executada colaborativamente, ou uma competição entre equipes que terão que usar de sua inteligência para mover uma pilha de cinco ou mais objetos entre três torres. Vence quem cumprir o desafio mais rápido.

Temos três posições, sendo que apenas a primeira possui uma pilha de objetos de tamanho crescente, quanto mais próximo do chão, maior o objeto, formando uma espécie de cone.

Faça um círculo de um metro ou dois ao redor das posições com as peças e esclareça que apenas UM jogador pode entrar por vez e todos devem jogar antes do mesmo retornar a mover outra.

O desafio da Torre de Hanoi é mover a torre da primeira posição, passando para a segunda ou terceira, remontando a pilha na terceira, uma peça de cada vez, onde cada movimento leva uma peça para uma nova posição, podendo ir para frente ou voltar para trás. O desafio é NUNCA colocar uma peça maior sobre a menor.

PRINCÍPIOS: Argumentação, raciocínio matemático e espacial, um desafio de trabalho em equipe contra o tempo.

DICA: Mesmo se alguém resolver o exercício sozinho, vai precisar explicá-lo claramente a sua equipe para que movam as peças certas, uma após a outra.

0

Jogo das Formigas e dos Cupins

Um quebra-gelo rápido e de muita estratégia, onde uma equipe defende e a outra ataca. A bola pode ser de handball ou uma de rúgbi para tornar mais difícil e divertido. Desenham-se dois círculos concêntricos, com um metro e seis metros de diâmetro.

No centro do círculo pequeno, coloca-se pelo menos uma garrafa PET cheia d’agua: uma equipe será as formigas e defenderá o formigueiro e sua rainha (garrafa), as formigas não podem sair do espaço delimitado entre o círculo pequeno e o grande.

A outra equipe será os cupins e ficará do lado de fora dos dois círculos, não podendo entrar neles em nenhum momento. Essa equipe terá a posse da bola, que deve passar entre seus integrantes, que ao surgir uma oportunidade, a arremessarão para derrubar a garrafa.

PRINCÍPIOS: Senso de equipe, auto-organização, sinergia, dedicação ao seu objetivo.

DICA: O jogo pode inverter os papéis a cada garrafa derrubada, em meio ao tempo corrido de 6 minutos, vale um ponto cada derrubada, invertendo as posições, ganhando quem conseguir derrubar mais vezes. Novamente é preciso haver fair play e se pode acordar punição, caso não haja.