Pensamento sistêmico

O pensamento sistêmico, do início do século XX, em contraposição ao pensamento mecanicista herdado dos filósofos da Revolução Científica do século XVII, como Descartes, Francis Bacon e Newton, onde o homem (ou uma empresa) seria como uma máquina, podendo ser compreendido (e “consertado”) a partir das partes que o compõe.

O século XX teve forte influência do pensamento mecanicista, base da administração clássica, desde a revolução industrial, inspirando os principais nomes na virada do século XIX ao XX. O pensamento sistêmico exigiu uma grande quebra de paradigma nas organizações.

No pensamento sistêmico há a mudança de perspectiva das partes para o todo. Os sistemas são conjuntos integrados cujas propriedades não podem ser reduzidas a partes menores. Suas propriedades essenciais, são propriedades do todo, e não de suas partes – https://www.ibe.edu.br

Entender o Pensamento Sistêmico é o primeiro passo para compreender o  Direito Sistêmico - Onukisan

O pensamento sistêmico é uma forma de abordagem que compreende o desenvolvimento humano sobre a perspectiva da complexidade, para percebê-lo, a abordagem sistêmica lança seu olhar não somente para o indivíduo, mas também seu contexto e relações estabelecidas.

O pensamento sistêmico nas organizações é a conexão entre todas as partes envolvidas. A tomada de decisão sistêmica leva em consideração não só o desempenho de um único setor, mas de toda a empresa, tendo o planejamento estratégico geral como norte.

Sendo assim, algumas formas de promover o pensamento sistêmico são: não ver um problema como algo isolado. Procurar sempre olhar para a questão na totalidade, além de analisar quais outros casos estão relacionados; desenvolver e avaliar as ações do empreendimento, sempre estudando a causa e o efeito.

Visão holística

No modo geral, a visão holística significa observar ou analisar algo ou alguma área da vida de forma global, ou seja, como um todo e não de maneira fragmentada. A visão holística da saúde considera a pessoa como um todo – corpo, mente e espírito – e suas interações com o mundo, para investigar as causas de uma doença e encontrar sua cura.

A palavra Holismo deriva do grego ‘holos’, que significa inteiro ou todo. A visão sistêmica e a visão holística constituem metodologias que podem ser aplicadas na gestão de pessoas. Nelas, procura-se compreender bem os processos e atividades e como elas interagem entre si.

Metodologias ágeis

Inicialmente chamados de Light Weight por serem mais leves que os planejamentos, gestão e execução tradicionais de projetos de software, seguem esta abordagem holística. Uma visão de valor e de todo são mantidas a cada passo, deixando o detalhe das partes para um último momento responsável, o mais tarde possível.

Nas metodologias tradicionais, iniciava-se pelas definições das partes desde o início, trabalhadas de forma independente, com entregas focadas nelas, nas partes entregues versus tempo, escopo e custo. Na abordagem ágil, uma perspectiva holística nos conduz por conceitos de valor, MVP, releases e planejamento em alto nível de abstração.

O conjunto, o todo, o valor agregado pela entrega, o mínimo viável e o máximo agregado a cada passo passam a ser os mantras de interação, planejamento, iteração e resultado prático. Saímos assim de uma visão cartesiana, mecanicista para uma visão sistêmica, holística.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s