Eventos ágeis de DOJO

O que é um DOJO sob uma ótica Ágil ?

Eventos DOJO (*) são micro-eventos ágeis destinados a promover um saudável ambiente  de integração, aprendizado e inovação, sustentado por um ambiente e clima de equilibrio, colaboração e cooperação, preparado com regras acordadas de forma a tornar o momento prazeroso e NÃO competitivo. Pode ter periodicidade mensal ou bimestral, com tempo mínimo e máximo, para haver tempo de obter resultados e não tornar-se cansativo.

(*) DOJO (道場, Dōjō) – é o local onde se treinam artes marciais japonesas.

Não é um evento só para especialistas, o interessante é termos diferentes níveis de conhecedores e conhecimento, pois é na união de diferentes bagagens e vivências sobre o tema escolhido é que obteremos o necessário volume de pontos e contra-pontos que resultarão em aprendizado novo e com novas idéias:

  • Ambiente descontraído, divertido e sem pressão por resultados
  • Clima de inovação e empreendedorismo, para fazer diferente
  • Erros são bem-vindos, fazem parte do processo
  • Abstração da responsabilidade, a discussão é no campo das idéias
  • Treino em ouvir e falar, em cada um ser aluno e professor
  • Total sentimento de colaboração e cooperacão em equipe

Não consigo falar sobre DOJO sem lembrar do Mario Bastos, diretor da DBServer falando em sua palestra sobre Toyota KATA (*), pois para mim ficou claro que se queremos aprender algo diferente, precisamos exercitar, treinar, criar momentos de discussão, aprendizado e confirmação.

(*) KATA (型 ou 形) é um conjunto de movimentos de ataque e defesa, o objetivo é ajudar no desenvolvimento das aptidões psicológicas e físicas necessárias para o verdadeiro combate.

Já participei e tenho ouvido falar em variações interessantes de DOJO, além do de programação com TDD, houveram alguns recentes de STARTUP DOJO, mas seguindo esta linha eu imaginei porque não uma prática de UX DOJO NINJA, em que um grupo de UX reuniria-se periódicamente para compartilhar suas visões de ergonomia, navegabilidade, comunicação visual, etc  através da análise da home-page ou de uma página de um de nossos sites ou serviços …

Evoluindo nesta linha, a galera de FrontEnd, responsável por HTML, JavaScript, JQuery, CSS, … poderiam fazer o mesmo em relação a mesma página, com foco em velocidade de careregamento, boas práticas de scripting, tamanhos de arquivos de insumos, serviços utilizados, API’s, … ao final creio que o Product Owner teria uma excelente “lista de compras” para o seu product backlog, provavelmente uma revolução para seu site.

O segredo do DOJO é a postura profissional e de coleguismo, sem levar para o lado pessoal, mas para o aprendizado e trabalho em equipe. Após um DOJO de UX e um de FrontEnd, acho que nenhuma página-foco voltará a ser a mesma, bem como a percepção de cada participante, pois além do aprendizado, se fortalecerão os vínculos de trabalho entre os participantes. Ahhhh, sim, e o negócio beneficiados pelos resultados provavelmente agradecerá.

Coding Dojo (Programação em TDD)

Já participei de DOJO de programação, excelente instrumento para a introdução e fixação de novos conceitos de programação ágil, com foco em produtividade, qualidade e cobertura de testes automatizados, propiciando treino da técnica de programação em par e na arte de aprender a emitir e ouvir a opinião e visão dos outros sem imposições ou revoluções :
1. Até 12 pessoas em volta da mesa de reuniões, um só notebook, conectado ao projetor, programação em duplas, um piloto e outro é co-piloto.
2. Os dois falam em voz alta o que pretendem, discutem e executam, mas só o piloto pode digitar.
3. Após 5 minutos, o piloto volta a ser platéia, o co-piloto assumo como piloto e o próximo da mesa assume como co-piloto.
4. A platéia não pode sugerir ou questionar as decisões da dupla, mas pode perguntar se não estiver claro o que estão fazendo.
5. Segue-se o ciclo de desenvolvimento TDD (red-green-refactor).

 UX DOJO

Semelhante ao Coding Dojo, podemos reunir um mix de profissionais de UX, mas desafiando-os a fazerem uma análise e diagnóstico de uma de nossas páginas , debatendo conceitos e melhorias práticas, construindo com papel e canetinhas coloridas ou desenhando com canetões em quadro branco Mock-Ups (*) para entendimento de todos.

(*) Mock-up ou mock up é uma peça em tamanho real ou exagerado do produto, podendo ser desenhos, algo tipo maquetes, simulações ou abstrações.

Clique aqui e leia o relato sobre o nosso 1º UX DOJO.

5 comentários sobre “Eventos ágeis de DOJO

    • Graaaande Pedro, serás sempre bemvindo, é bom saber que estamos no caminho certo e que podemos contar com os colegas que estão na estrada a mais tempo. Hoje a tarde a galera de UX vai se reunir e talvez já montemos uma programação para o nosso primeiro UX Dojo, te manterei informado 🙂

  1. Pingback: UX Dojo (ou de como uma reunião assim pode ser produtiva) | Locomotivo

  2. Pingback: Um ano e meio de blog – Obrigado galera! | Jorge Horácio "Kotick" Audy

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s