Jogos de tabuleiro e colaborativos

Vem crescendo os grupos de jogos de cartas e tabuleiros colaborativos, vejo a galera do trabalho e amigos cada vez mais pilhados com alguns que não posso deixar de citar, pois são excelentes opções de passatempo cheios de mensagens subliminares.

O colega Leonardo Cassuriaga Lima deu a dica para quem quiser aprender a jogar ou comprar qualquer um destes jogos e outros jogos de tabuleiro: Em Porto Alegre tem a Lends (http://lends.com.br/) ali na cidade baixa. É só falar com o Julio ou Wyllian para mais informações sobre a loja.

Um post que eu havia montado a bastante tempo sobre estes jogos colaborativos de tabuleiro, mas que aguardei aprender a jogar Hanabi para ganhar legitimidade ao postar, porque experimentei e curti muito jogar. Jogos de tabuleiro, em especial o Hanabi, é uma paixão da colega Ana Hermann, que vive com estes baralhos a mão e disposta a jogar.

Hanabi – A colega Ana Hermann é apaixonada por este jogo e em uma rodada a gente entende o porque. Palavra japonesa para fogos de artifício (花火 = flor + fogo), um jogo cooperativo no qual os jogadores tentam criar o show ideal para fogos de artifício, colocando as cartas na mesa na ordem certa.  O baralho é composto por cinco cores diferentes, numerados de 1 a 5 em cada cor, que os jogadores tentam baixar em linhas na ordem de 1 a 5 para cada um dos 5 naipes. O legal é que neste jogo você mantem suas cartas de forma que você NÃO as vê, apenas os demais jogadores, que precisam lhe dar dicas para que baixe cada carta na hora certa ou descarte. O mote é que cada jogador joga com as cartas dos outros. Para ajudar outro jogador a jogar uma carta, você lhe dá dicas sobre os números ou cores seguindo regras muito originais. O objetivo é a melhor exibição de fogos – http://www.galapagosjogos.com.br/jogos/hanabi

12341379_1083794384988186_4892737064080362743_n

Forbbiden island – Um tabuleiro colaborativo, os jogadores se revezam movimentando seus peões em torno de uma ilha. Conforme o jogo avança, peças afundam a ilha, e os jogadores precisam usar de estratégia para manter a ilha a salvo e tentar coletar tesouros e itens, aumentando o desafio a medida que o nível da água sobe. Dica de site – http://criticalboardgamer.blogspot.com.br/2013/07/forbidden-island-review.html

Pandemic – Enquanto doenças espalham-se pelo mundo, especialistas precisam controlá-las, enquanto pesquisadores tentam encontrar as curas. O tabuleiro tem grandes centros populacionais e os jogadores podem usar até quatro ações para viajar entre cidades, tratar as populações infectadas, descobrir uma cura e construir estações de pesquisa. Tudo isso acontece com cartas que também podem agravar as epidemias e as alastram. Todos precisam trabalhar juntos antes que seja tarde demais. Todos ganham ou todos perdem – https://www.facebook.com/PandemicTheBoardGame

Dead of winter – O primeiro jogo desta série acontece em uma pequena colônia, sobreviventes de um mundo onde a maioria da humanidade virou meio que mortos-vivos. Os jogadores agrupam os sobreviventes em um jogo colaborativo, cada um tendo um objetivo privado, ao mesmo tempo em que precisa trabalhar junto com os demais. Os objetivos privados os demais desconhecem e podem colocar tudo em risco. Dependendo do andamento, todos podem ganhar ou perder. Em um mundo pós-apocalíptico, é preciso trabalhar em conjunto, mas lembrando seu objetivo pessoal – http://www.boardgamereviewsbyjosh.com/2014/09/dead-of-winter-review.html

2 comentários sobre “Jogos de tabuleiro e colaborativos

  1. Na verdade eu gosto de jogos cooperativos de maneira geral (tanto que estou desenvolvendo um!). O legal do Hanabi entre os coops é que é rápido de explicar e jogar e de quebra ainda evita a síndrome de jogador alfa (aquele que manda em todo mundo) através do uso de informações escondidas. É um jogo muito prático para uma dinâmica na empresa.

    Ilha Proibida e Pandemia existem em versão app, que sai bem mais em conta do que a versão física, embora alguns talvez sintam falta de poder tocar as peças. Eu quando olho Pandemia só fico pensando em todos aqueles cubinhos caindo no chão para baixo do sofá…

    Um tempo atrás fiz uma apresentação sobre coops onde cito mais alguns exemplos (inclusive a citação de aprendizado vicário foi por tua causa, Jorge ;-)):

  2. Pingback: Livro JOGOS 360º já está disponível | Jorge Horácio "Kotick" Audy

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s