0

Scrum Setup Canvas no Agile Trends Gov 2017

Mais uma rodada de compartilhamento do Scrum Setup Canvas, desta vez na capital federal durante o Agile Gov 2017. Foi minha primeira apresentação usando como pano de fundo o Savana SCRUM, mas mantendo a pegada de diferenciação entre Go Horse e SCRUM.

Sala lotada, um bloco onde quem me precedeu foi o Allison Vale, iniciei apresentando uma das alegorias que mais curto, do Andy Glover onde o product backlog é um cesto enorme com todas as suas roupas sujas e o sprint backlog é a roupa que necessitamos para amanhã.

Valor é garantir ter a roupa adequada para seus compromissos do dia seguinte, de nada adianta lavar um cesto de cuecas ou as roupas mais caras ou as maiores ou menores, valor é ter aquela muda necessária e adequada para o dia seguinte, quer para frio, calor, longa ou curta.

SCRUM SETUP CANVAS

O mote do Scrum SetUp Canvas começa com as informações, combinações e restrições, como o tipo de máquina de lavar e secar, a capacidade de ambas, o tipo de sabão, para roupas brancas ou coloridas, se a expectativa é a entrega delas passadas e dobradas, …

Sempre trago minha maior convicção sobre o conceito de ToolBox 360º, que diz respeito a seu processo, ferramental, boas práticas, qualidade, excelência, destacando a certeza de que cada decisão acarretará ganhos ou perdas, que deverão ser transparentes e realistas.

Relembrei conceitos básicos sobre o Agilo romântico defendido por alguns e o Agila realista das grandes organizações, os conceitos básicos do SCRUM e suas variações, praticados em meio a complexidade e vicissitudes de empresas, governança de TI, PMO, GP e times.

  • Elevator Statement
  • Equipe e envolvidos
  • Aproveitamento e formato dos sprints
  • Arquitetura e Integrações
  • Indicadores e Métricas
  • Boas Práticas e Ferramentas
  • DoR (Definition of Ready)
  • DoD (Definition of Done)
  • Feriados e Férias
  • Sprint Zero
  • Reserva Técnica (%)

DESAFIO TOOLBOX 360°

Ao final dos 25 minutos, um convite ao jogo das 17:30 na mesma sala, quando 25 pessoas participaram até as 19:00 do Desafio ToolBox 360°, sempre com muitos insights, debates, argumentações e aprendizado. Tudo isso concorrendo com o happy-hour e cerveja no saguão ao lado.

SCRUM SETUP CANVAS
02/04/17 – Spoiler da minha palestra para o Agile Trends
13/04/17 – Apresentação em 25 min no Agile Trends
07/06/17 – Versão pdf tamanho A3 para impressão

TOOLBOX 360º
01/03/17 – Página Desafio ToolBox 360° / 5W2H  🙂
08/03/16 – ToolBox 360°, um guia de referência geral de boas práticas
03/04/17 – Desafio Toolbox – Agile Trends 2017 – ppt – relato

0

Agile Trends GOV – Vamos falar de Scrum Setup Canvas e ToolBox

Sem palavras para encarar mais este desafio, compartilhar crenças e técnicas. A fórmula das Trend Talks é matadora, é passar o recado e inevitavelmente deixar o gostinho de quero mais. Será um prazer rever vários amigos que fiz lá na capital federal, impossível para mim não lembrar das conversas com o Gilberto Paganotto no SERPRO de BSB, SC e RJ, um profissional de TI do século XXI.

Quem vai ao Agile Gov e acompanha este blog, quero agradecer por este privilégio, espero encontrá-los por lá e trocar impressões de mundo. Tenho ainda alguns kits do jogo Desafio ToolBox, que vai rolar na noite do primeiro dia logo após o término das palestras em local a ser divulgado no stand da DBServer, que estará recebendo a todos para falar de ToolBox, Agile, DevOps, Qualidade e muito mais.

No perfil do Agile Trends no Facebook, as 11:00 de hoje, postaram um vídeo que mostra qual a pegada, polêmica sim, mas realista e transparente – “Pessoal, estou postando o vídeo com algumas dicas do Jorge Audy da DBServer, presença confirmada para o Agile Trends GOV no dia 15 e 16, Brasília vai ficar mais ágil” – http://agiletrendsbr.com/programacao-agile-trends-gov-2017/

0

TTalks documentação – Debates não miram receitas, mas insights

Após o TecnoTalks do dia 26/07/17, algumas pessoas me mandaram mensagens e conversaram comigo sobre suas percepções de que esperavam outra coisa do debate proposto sobre documentação, eles queriam uma palestra sobre documentação. Uma em especial disse ter saído mais cedo porque achou caótico demais, percebeu que não obteria as respostas que procurava, um passo-a-passo.

Mas o formato quebrando em pequenos grupos para gerar debates e compartilhamentos finais entre eles era o objetivo desde o início quando propus um debate. Já temos receitas de bolo demais, métodos, frameworks e boas práticas, ao procurar mais uma receita de bolo, só o que acharemos é mais uma entre várias. Temos passo-a-passos em palestras, quando alguém apresenta ou resume um tema, como documentação por exemplo.

Um debate serve para nos tirar da zona de conforto, sua missão é o confronto de ideias, somente será um sucesso se seus participantes tiverem que se virar nos 30 para desenvolver suas argumentações. Pode debater aspectos teóricos ou ter base prática de seus debatedores, mas sua natureza é o debate. Documentação, por exemplo, é documentação de valor, conforme contexto, necessidade e valor que agrega.

Além de métodos, frameworks e processos, já há receitas e dogmas demais, tradicionais e ágeis. O que pesa mesmo são valores e princípios, de resto, cada vez mais acho que inexiste projeto ágil ou tradicional, existem projetos, apenas projetos bem ou mal gerenciados conforme a necessidade, não existe documentação ágil ou tradicional, o que existe ou não é documentação útil e efetiva, adequada a necessidade e realidade.

Dito tudo isso, a chave-mestra é Lean, é potencialização de valor e eliminação de desperdício em equidade, iniciando em algum lugar e melhorando continuamente, debatendo o que acontece no mundo, em outras empresas, seus acertos e erros, aprendizado vicariante, para então construir sua própria história … sem tantos dogmas, tabus e maldições.

Sobram operários e faltam filósofos na era do conhecimento
Poiesis, a arte da criação, da construção, do ser criativo

Os parceiros da noite na facilitação foram a Karina Kohl e o Vladson Freire, os dois deram uma aula de facilitação de um debate:
20292805_10155632525879443_1399579845555795983_n

A seguir os vídeos do debate sobre documentação no TTalks de 26/07 as 19:00, para a maioria foi uma oportunidade para debater, argumentar, refletir, colocar em cheque ou re-significar suas crenças sobre o assunto. Para mim, uma noite incrível de provocações, com dezenas de parceiros de viagem, muitos amigos, colegas e conhecidos de estrada. Pretendo fazer outro post mais adiante, mas por enquanto esse

 

0

Desafio ToolBox – POA e São Leo – 14/07/17

14/07/17 – DBTALKS Porto Alegre – TecnoPUC Sala 204 / 99a – Ao todo eramos cinquenta pessoas contando com a galera da DBserver, que chegou cedo para reorganizar asala em torno das mesas que trouxemos da 206, compondo 10 equipes de 5 integrantes. Muitos companheiros de viagem, de outras jornadas, que durante duas horas proporcionaram um ambiente barulhento enquanto negociavam suas cartas e preenchiam os tabuleiros. O feedback foi muito bom e novos insights para melhorar o jogo.

14/07/17 – TecnoSinos, Prédio UniTec 2, Mini auditório – Um evento organizado pela GVDASA, aberto ao ecossistema TecnoSinos-Unisinos. Foram mais de três horas com abertura do Marcos Arnoldo, a participação do Jonathan Stein, a parceria da Mayra Rodrigues de Souza. Muita energia, novamente cada grupo ao redor do tabuleiro debatendo, argumentando, todos entraram no jogo, ensinaram e aprenderam a medida que as rodadas iam distribuindo as cartas, cobrindo suas mais de 70 técnicas, frameworks e boas práticas.

 

0

Workshop de Inovação e Criatividade – Mentes Audazes

Conheci o Jackes Heck a um ano e acabamos nos encontrando no Desafio Toolbox 360º no DBTalks de 15/07/17 no TecnoPUC, com a chancela de ser professor de pós na Faculdade SENAC-RS, onde conheço tantos amigos e profissionais que admiro. Ele se define como um Design Thinker, Colaborativo, Criativo e Cocriativo.

SORTEIO – Quem compartilhar este post citando o Jackes Heck concorrerá a dois sorteios com inscrição gratuita no workshop … é só compartilhar e torcer 🙂

Daqui a uma semana, no Sábado de 22/07/17 entre 8:00 e 12:00 na sede do SESCON-RS na Rua Augusto Severo, 168, perto do Bourbon da Assis Brasil, vai rolar um workshop em meio a um projeto seu chamado de Academia de Mentes Audazes – https://www.facebook.com/mentesaudazes/

Eu achei a proposta legal e o workshop tem um investimento de R$139, para quem esta querendo repensar ou empreender ideias em seus projetos pessoais ou profissionais, ele garante que você não sai o mesmo de lá, após abordagens, dinâmicas e jogos colaborativos … gostei do nome: Mentes Audazes  🙂

Eu apoiei na realização do lançamento do programa e formação em coaching criativo da Gislene Guimarães com o TecnoTalks e DBServer, também curti e por isso compartilho mais esta oportunidade, porque é minha paixão colaborar no desenvolvimento de pessoas: Melhores pessoas, Melhores profissionais!

Inscrição, clique aqui: http://bit.ly/2sviMlj

0

Lançamento Desafio ToolBox 360º em Porto Alegre

Estou devendo o lançamento do Desafio ToolBox 360º aqui em Porto Alegre e vai rolar com o DBTalk do dia 14/07 próximo com wellcome-coffee as 08:30 e começo 09:00.

Inscrições neste link:  https://goo.gl/rsQJjy

Se você é das paradas de startup, inovação, empreendedorismo ou em projetos de desenvolvimento de software, não deixe de aparecer. Terá um talk rápida sobre dezenas de técnicas e boas práticas e depois a sorte será nos dados.

Vamos provar que sorte e conhecimento andam juntos, pois o domínio de técnicas de ideação, modelagem, planejamento, discovery, delivery e GC podem desequilibrar dados e cartas. A diversão é o meio, o objetivo é aprendizado.

O baralho de técnicas e boas pratica tem foco em aprendizagem de forma lúdica e divertida, um resumo de técnicas do Design Thinking, Lean Startup, Scrum, Kanban, XP, do Business Model Generation e muito muito mais.

Mais informações sobre o Desafio Toolbox 360 – Trends 2017 – ppt  – relato

Data: 14 DE JULHO
TECNOPUC – Ipiranga, 6681 – Prédio 99 A – Sala 204
Welcome coffee: 08h30 as 09h // Evento: 09h as 11h
Inscrições: https://goo.gl/rsQJjy

tabuleiro 4 p

cartas

0

Toolbox 360° = Capacidades Dinâmicas + Capacidade Absortiva

O livro ToolBox 360° não é só um livro, workshop ou o jogo de tabuleiro, é a materialização da crença de que as metodologias ágeis são a materialização da soma de uma variedade de teorias da psicologia, sociologia e ciências sociais.

Não vai parar por aí, o conceito é muito maior que as páginas de um livro que apenas se propôs a embasar e listar 70 boas práticas oriundas não só do Agile, mas do Design Thinking, Lean Startup, Mng 3.0, Art Of Hosting, Gamestorming, …

Nos workshops eu compartilho minha visão sobre oportunidades metodológicas, técnicas e boas práticas pela óptica daquilo que os americanos chamam de profissionais T Shape e em equipes auto-organizadas.

T Shape – profissionais com profundidade em seu domínio, mas com uma amplitude de conhecimento que os permita mixar diferentes técnicas e ir além!

Este Sábado estarei no Google I/O Extended de Porto Alegre no iMED para mais uma vez compartilhar este conhecimento, quer por provocações que nos façam sair da inércia, quer pelo exercício lúdico do jogo Desafio ToolBox 360° …

Por exemplo, novamente, o campo da Gestão do Conhecimento tem muito a nos oferecer, já falei sobre teorias e modelo como SECI, Ba Concept, Organizações que aprendem, Exploitation x Exploration, Capacidade absortiva, CoP’s, … mas proponho mais uma ilação entre capacidade absortiva e capacidades dinâmicas, pois empresas e profissionais precisam sempre buscar o equilíbrio entre aquilo que dominam e a busca do novo que precisa ser dominado.

Capacidade absortiva é “o conjunto de procedimentos e rotinas pelas quais as empresas adquirem, assimilam, transformam e exploram conhecimento para produzir uma capacidade organizacional dinâmica” (Zahra e George, 2002, p.186).

Capacidade dinâmica é “a integração da visão de recursos e competências na compreensão não só da criação como também da sustentação da vantagem competitiva das empresas (Lin & Wu, 2014; Makadok, 2001; Wu, 2010).

Tem tudo a ver com o conceito Kaizen de melhoria contínua, pois é a essência do modelo de gestão do conhecimento baseado em Exploration x Exploitation. Ao mesmo tempo que buscamos a excelência em nossas competências essenciais, também buscamos inovar e empreender de forma ordinária, cotidiana, buscando melhorar, resolver problemas de forma criativa e produtiva.

É obrigação de todo profissional ter um planejamento de carreira baseado no auto-conhecimento do que ele sabe e manter-se informado sobre as boas práticas que não sabe, para crescer, inovar, empreender, agregar valor, fazer a diferença. Inexiste uma fórmula para isso, mas grande parte dos meus posts são para provocar esta busca em equilíbrio com tudo o mais, de forma sustentável.

Alguns posts sobre teorias relacionadas

19/06/14 – Vale a pena entender o Exploitation e Exploration
05/10/14 – Teoria Contingencial é substrato aos Métodos Ágeis
08/10/14 – Voltando à Teoria do aprendizado organizacional
01/11/14- A práxis da teoria da capacidade de absorção
24/11/14 – Agile, capacidade absortiva e estratégia para a inovação
29/05/15 – CoP, Capacidade absortiva e desempenho organizacional
01/06/15 – Aprendizado vicário e auto-eficácia
09/08/15 – A aprendizagem significativa de Ausubel
15/10/15 – Poiesis, a arte da criação, da construção, do ser criativo

Desafio ToolBox 360°:

Agile Trends 2017 – Maior play test do Desafio ToolBox 360°
Lançamento Desafio ToolBox 360º no Agile Trends 2017