Introdução ao universo ágil (5 de 5)

Execução

Execução, “é um conjunto específico de comportamentos e técnicas que as empresas precisam dominar para terem vantagem competitiva. É uma disciplina por si só!” – Larry Bossidy e Ram Charam. Quando o livro fala em “Execução“, não se refere a “pôr a mão na massa”, mas em acompanhar e garantir se está sendo colocado em prática o que foi planejado (~ Práxis).

:: Práxis [do gr. prâxix, ‘ação’] Atividade prática; ação exercicio, uso. Mesmo uma base teórica e conceitual impecável, se não houver empenho à prática, não é garantido que vá funcionar, é preciso acompanhar e certificar-se do caminho.

Com quase 30 anos de mercado, na maioria gerenciando equipes de desenvolvimento, consolidei a convicção de que o modelo gerente-subordinado das equipes tradicionais esgotou-se, o futuro é Coaching, os líderes devem ter experiência e skill para orientar ao invés de mandar, para introduzir melhorias e técnicas colaborativas ao invés de repreender e exigir cumprimento de escopos e contratos a qualquer custo.

A chave do sucesso esta na pessoa, a adoção de métodos ágeis deve perpassar desde a alta direção, coordenadores, gerentes, equipes, clientes, fornecedores e parceiros, não só em processo e atitude, mas no sentimento de pertencimento e execução em seu sentido mais amplo.

Devemos ter orgulho de nosso trabalho, de nossa equipe, de quem trabalha conosco e para quem trabalhamos … com entendimento do nosso negócio e estratégia, das empresas e pessoas envolvidas, dos processos e operações desenhados, no trabalho em equipe, garantindo transparência e realismos necessários ao acompanhamento, inspeção e adaptação, que garantirão a convergência e superação pela melhor entrega possível a cada momento.

Habilidades e características do líder, valorizadas em cada integrante:
1. Eles energizam as pessoas, com crescimento, qualidade e produtividade;
2. Determinação nas decisões difíceis, inspirando os outros a enfrentá-las;
3. Eles conseguem que as coisas aconteçam por meio de outras pessoas;
4. Acompanhar tudo até o fim, atitude essencial para a cultura de execução.

Conhecer realmente seu pessoal e sua empresa;
Insistir no Realismo –
A verdade deve ser sempre ser confrontada.
Estabeleça Metas e Prioridades Claras – Visão transparente da direção.
Conclua o Planejado – Escolher corretamente os projetos e entregá-los.
Recompense Quem Faz – Cultura baseada no crescimento pelo mérito.
Amplie as Habilidades das Pessoas pela Orientação – Fazer couching.
Conheça a si Próprio – Conheça suas forças e fraquezas, lide bem com elas.

Já participei de vários redesenhos de processos (Análise estruturada, PMI, MSF, MPSBR, Scrum), técnicas e tecnologias – Cobol IBM, DBase III e Clipper em PC-IBM, ZIM em Edisa’s, ToolBook, VB6, ERP JDEdwards e finalmente a plataforma web. Toda esta bagagem profissional, mais as vivências e oportunidades experimentadas no Escotismo, me permitem ter a certeza do rumo a ser seguido … Vamos em frente, 2012 será um ano ágil !

Um comentário sobre “Introdução ao universo ágil (5 de 5)

  1. Pingback: Um ano e meio de blog – Obrigado galera! | Jorge Horácio "Kotick" Audy

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s