Diferentes prismas sobre transformação digital

Transformação digital é integrar tecnologia digital a todos os aspectos da empresa visando atingir melhores resultados, o que exige mudanças fundamentais na cultura, operações e entrega de valor. Decididamente, isto não acontece se não for um processo 360°, includente, positivo e sustentável.

Define-se tecnologia como uma técnica ou conjunto delas em um domínio particular. A tecnologia pode ser meio e fim, mas decididamente não é o fundamento onde a transformação passa a acontecer e se estabelece. Sei que choca, mas é mais sobre gente e menos sobre machine learning e IoT.

Relembrando os livros Execução e Arte da Ação

Sempre lembro do livro EXECUÇÃO do Bossidy e Charan, o li em 2011 quando da transformação digital da unidade de negócios digitais em que eu trabalhava iniciou a sua reinvenção a partir de uma nova estratégia baseada nas pessoas, seu desenvolvimento, metodologias ágeis, mais autonomia, melhores produtos.

Em seu livro The ART OF ACTION, Stephen Bungay identifica três lacunas que impedem que nossa estratégia tenha o efeito desejado. A resposta tradicional é gerar ainda mais comando-controle, o que leva a atrasos, menos inovação e menos motivação, é preciso definir o porque e o que, delegando o como.

Transformação Digital

O que a transformação digital busca é uma estratégia, tática e operações alinhadas a um novo mercado, mais conectado, ágil, diverso e surpreendente. O que o cliente quer é um relacionamento, o que ele procura é atender suas necessidades, fazer mais com menos, com máximo de valor através de uma parceria.

Entretanto, de nada adianta focar em um produto e não na venda, focar na venda e não no pós, focar na entrega e não no suporte, focar na quantidade e não na qualidade … a transformação digital que todos querem exige uma estratégia e cultura corporativa convergentes com este propósito.

Livro – Digital Transformation – Marcus Dervin

“Transformação digital de dentro para fora: trabalhe de maneira mais inteligente, aumente a produtividade e crie uma cultura vibrante”, por Marcus Dervin. O livro propõe prismas de transformação sustentáveis, evolutivas, com melhor ambiente, processos eficientes, colaborativos e resultados de negócios.

Muitas vezes as empresas confiam na TI interna para liderar, mesmo sem preparo e sobrecarregados, implementando soluções para negócios e pessoas que não estão preparadas para assumi-los.

A transformação acontece se houver afinal benefícios para os negócios e clientes, com adesão e apoio da alta direção. O livro traz estas reflexões, com um forte viés de cultura, sugerindo potencializar os locais e processos de trabalho, que devem se tornar mais pró-ativos, colaborativos, produtivos e inspiradores.

https://www.behance.net/gallery/85244901/Digital-Transformation-Book

Artigo – Transformação digital, um guia prático

Eu um excelente artigo da Jelvix, a transformação digital está baseada em três estágios universais. 

1. Análise de negócios – Quando uma empresa inicia a jornada para a transformação digital, sua equipe ainda precisa dar continuidade às operações diárias – suporte ao cliente, entrega de produtos, processamento de pedidos, logística. Pesquise o assunto, defina os pontos problemáticos e priorize a satisfação de seus clientes atuais. Ao concluir essas ações ao mesmo tempo que se certifica de que sua empresa está funcionando bem; 

2. Transformação no nível de equipe – O erro comum é o proprietário da empresa decidir contratar vários especialistas treinados que trabalharam na construção de uma empresa movida a tecnologia e os vê como os principais interessados. Dicas: Apoie suas reivindicações com estatísticas; Incentive os colegas a compartilharem suas experiências; Atribua uma função na transformação digital a cada membro da equipe;

3. Crie o sistema – Depois de identificar a área de transformação e apresentar os planos à sua equipe, é hora de começar a planejar mudanças tangíveis. Você precisa criar um grande sistema para a transformação completa e subsistemas menores dedicados a pontos problemáticos específicos. Dicas: Defina seus objetivos; Discuta métricas; Mantenha a coleção de referência. 

https://jelvix.com/blog/how-start-digital-transformation-of-business/

transformation road map

Livro – Mastering Digital Business – Nicholas D Evans

No trabalho de Evans, pessoas e cultura possuem tanto ou maior destaque que o universo digital, iniciando por estratégia e logo depois pessoas, entrando em governança e só então tecnologia. Evans é vice-presidente da Unisys, um dos 25 melhores consultores da Consulting Magazine, entre 100 líderes de TI da ComputerWorld.

Um guia estratégico que se concentra em como as tecnologias sociais, móvel, analítica, nuvem, vestíveis, automação inteligente, robótica, IoT, … podem ser aplicadas em combinações poderosas, junto com modelos de negócios para desenvolver e executar estratégias digitais de sucesso.

https://www.amazon.com.br/Mastering-Digital-Business-combinations-transformation-ebook/dp/B01M8HI5QR

Unisys Blogs and Podcasts | Survey Invitation: Assessing Your  Organization's Digital Transformation Maturity

Artigo – Estudo da CAPGEMINI

No artigo sobre Transformação digital da Capgemini, eles dividem em três verticais – Experiência do cliente, Processos operacionais e Modelo de negócio. Cada uma delas, explicitando diferentes competências ou abordagens úteis e valorizadas em cada uma delas.

https://www.capgemini.com/it-it/resources/digital-transformation-a-road-map-for-billion-dollar-organizations/

No estudo da Capgemini o viés de cultura não tem tanto destaque diagramático quanto em outros estudos, como no livro Mastering Digital Business de Nicholas D Evans, apresentando combinações poderosas de tecnologias disruptivas que estão possibilitando a próxima onda de transformação digital.

Links úteis

Sempre devemos contar com bons artigos na Harvard Business Review, qualquer tema realmente relevante do nosso tempo para as organizações é nosso dever fazer uma busca com o acrônimo HBR, isso é mágico!

  1. https://hbr.org/2020/05/digital-transformation-is-about-talent-not-technology
  2. https://hbr.org/webinar/2017/12/what-digital-transformation-really-means
  3. https://hbr.org/2020/05/digital-transformation-comes-down-to-talent-in-4-key-areas
  4. https://hbr.org/sponsored/2020/03/rethinking-digital-transformation
  5. https://hbr.org/2018/03/why-so-many-high-profile-digital-transformations-fail

“Mais do que qualquer outra coisa, a transformação digital requer talento. Na verdade, reunir a equipe certa de tecnologia, dados e pessoas de processos que podem trabalhar juntas – com um líder forte que pode trazer mudanças – pode ser o passo mais importante que uma empresa que está pensando em transformação digital pode dar. Claro, mesmo o melhor talento não garante o sucesso. Mas a falta dele quase garante o fracasso.”

“Ao contrário da crença popular , a transformação digital tem menos a ver com tecnologia e mais com pessoas . Você pode praticamente comprar qualquer tecnologia, mas sua capacidade de se adaptar a um futuro ainda mais digital depende do desenvolvimento da próxima geração de habilidades, fechando a lacuna entre a oferta e a demanda de talentos e preparando o futuro para o seu próprio potencial e o dos outros.”

“No aspecto humano, fator crítico de sucesso, algumas sugestões: coloque as pessoas em primeiro lugar; Concentre-se nas habilidades sociais; Impulsione a mudança de cima para baixo; Certifique-se de agir com base nos insights de dados; Falhe rápido ou tenha sucesso lentamente.”

Um olhar sobre a transformação digital - MITechNews
https://www.vincees.com/what-is-digital-transformation/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s