Retrospectivas ao ar livre

Se voce tem o privilégio de trabalhar em uma sede que possui um espaço ao ar livre, apto a tirar o pessoal da sala e ir lá para fora “trabalhar”, parabéns, este privilégio não é para todos, mas se voce não aproveita isto, então esta na hora de rever seus conceitos.

Já escrevi sobre dinâmicas construtivas para retrospectivas ágeis e sobre ócio criativo, que tal unir estas poderosas ferramentas de trabalho ? Para nós que estamos no TecnoPUC e para empresas que possuem uma praça ou pedaço de natureza bem próximo ao local de trabalho, aproveite que é de graça !

Já realizei algumas retrospectivas ao ar livre, usando um cavalete de pintura como se fosse um flipchart, para montar um mural e assim escrever e colar os nossos inseparáveis PostIt’s coloridos.  Discutir nosso jeito de ser e fazer ao ar livre, com raios de Sol passando por brechas nas copas das árvores, gera um estado de descompressão e alerta ao mesmo tempo relaxante e produtivo, que podemos e devemos lançar mão.

Estrutura e Dinâmica

Refletir após um jogo rápido de integração, sentados em circulo ou ferradura, sem formalismos e longe das mesas e telefones tem seu valor. Vamos sacudir o nosso modelo mental, sair da zona de conforto, praticar o ócio criativo, praticar a inovação, induzir ao prazer em trabalhar e a busca por melhorias para o nosso ambiente, processo, produto e pessoas.

Novamente, do escotismo vem a inspiração de jogos divertidos, que aplicamos aos jovens para que aprendam conceitos de trabalhar em equipe, planejar antes de executar e realizar cada ação com segurança e apoio mútuo necessário. De forma lúdica, fixar conceitos de grupo, união, pertencimento, colaboração e muito mais.

Escuto muito de GP’s, coordenadores e mesmo de scrum masters que não se vêem fazendo isto, como se fosse constrangedor montar jogos e dinãmicas de cunho inter-pessoal, lembrando que sempre poderá haver alguém da equipe que ficará reclamando do jogo, da dinâmica, das brincadeiras ou mesmo da diversão.

Sir Baden Powell, general britanico, fundador do movimento escoteiro relatou em seus livros o quanto lhe ajudou em sua carreira e vida pessoal a versatilidade que possuia para representar, discursar, permitir-se conhecer o novo como o faz uma criança ou um jovem. Muitas vezes limitamos a nós mesmos, através de convenções e restrições que ninguém nos impôs, nós as criamos.

2 comentários sobre “Retrospectivas ao ar livre

  1. Pingback: Um ano e meio de blog – Obrigado galera! | Jorge Horácio "Kotick" Audy

  2. Pingback: Regras gerais sobre Team Building Games | Jorge Horácio "Kotick" Audy

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s