O mundo manda recados a quem quer escutar

O mundo manda recados a toda hora e pede respostas, pode ser daquele(a) namorado(a) que a cada semana demonstra estar mais entediado ou descontente, pode ser a Kodak achando que vai empurrar revelação química for ever, empresas de alto turnover reclamando da falta de profissionalismo dos profissionais, o cliente que está incomodado mas (ainda) continua com você, o aluno que está insatisfeito, equipes de baixa performance. O mundo manda recados diários 😦

No Agile Brazil 2016, o Juan Bernabó cunhou meu novo bordão: “Nós esperamos que as retrospectivas façam seu papel”. Parece óbvio, mas não é, retrospectivas a cada 2 semanas devem endereçar não só questões internas, mas 360°, muito especialmente as percepções dos clientes e stakeholders, para entender o valor e a “percepção” de valor que está sendo entregue a cada parte interessada.

Tem profissionais que ficam trocando de emprego, um após o outro, sempre se achando perseguidos. Tem líderes que sempre tem problemas com liderados, culpando o azar em sempre pegar pessoas erradas. O mundo está mandando recados, mas a ingenuidade, pressa, soberba ou arrogância, acabam fazendo eles saírem de uma e entrarem na outra, moto-perpétuo, a culpa sempre é do mundo.

NÃO existe agilidade sem Equidade, se cliente, empresa, equipes, estagiário(a), namorada(o) não se ouvem, não se entendem, não geram sinergia, … então você está postergando o impostergável. Sem EMPATIA e SINERGIA, tudo vira mero pressuposto sem confirmação até ser tarde demais. A maioria gosta de falar, mas tem uma impressionante e resistente dificuldade em ESCUTAR de verdade.

1. Não escutar, fazer ouvidos moucos, a maioria sequer percebe que está fazendo isso, quer seja por inexperiência, falta de orientação, ingenuidade, apenas seguem o que foi determinado ou determinou, sem olhar ao redor, sem aprendizados, só mais do mesmo, sempre no piloto automático;

Não seja um avestrus! Se esconder não resolve, é mais que bater o ponto, mais que cumprir ordens, fazer mais do mesmo, só ver o contrato e o umbigo.

2. Escutar e negar, dizer que não é bem assim, mas nunca ter argumentos claros ou suficientes, pedem opiniões, pedem para discutir, mas não entendem as opiniões diferentes, não geram oportunidades, gera frustração ao falar que escuta, pois não faz nada com o que escutou, por isso no final vale sempre sua opinião.

Ao invés de negar, tente entender para variar e, mesmo que não concorde, busque argumentos e formas para conciliar e unificar um plano de ação.

3. Escutar e lutar, se opor, são os injustiçados, são os últimos cruzados. É aquela galera sempre descontente, sempre vítima, o mundo está contra eles. A solução é virar um resmungão, hermitão ou em matilhas, para ter parceiros que ajudam a reclamar, muita forma e pouco conteúdo;

Não cave trincheiras, não reclame pelos cantos, não se vitimize, trabalhe pela mudança no timing que é possível ou perca a credibilidade.

4.  Seguir a onda, é aquela galera que valoriza acima de tudo sua Zona de conforto, seja ela qual for, Zona tradicional ou ágil, outra metodologia, tecnologia ou empresa com mesmo mindset. Mudar não quer dizer que mudou, apenas quer dizer que estão seguindo a onda, o processo, o script, sem mudar nada de fato;

Mentira tem perna curta, fazer só por marketing, comodismo ou interesse não resiste ao tempo, pessoas de potencial que acabam virando um número.

5. Protagonismo, ter humildade em se dar ao direito de escutar, entender, buscando sempre aprender coisas novas, ir para o debate sem preconceitos, 5W2H, pronto para as vezes ter razão e outras não, o importante é achar um caminho, um plano viável, seguir em frente. Sem idealizações ou arroubos, aproveitando ao máximo o coletivo e melhorando um pouco a cada ciclo!

É preciso sermos ágeis na agilidade, iterativo-incrementais-articulados na evolução, consistentes, sempre melhores que ontem e piores que amanhã!

Protagonismo não é mágico, pelo contrário, é a atitude que mais dá trabalho, mas também a que gera melhores resultados, continuados, crescentes. A relação mais fácil é ser tanso, negar, espernear, fazer de conta, porque ser protagonista exige crença, valores, porque nem sempre dá certo e quando não dá é preciso negociar, com argumentos, sabendo quando é hora de ceder ou seguir.

Vale Darwin, as vezes temos que mudar nosso entorno, as vezes quem precisa mudar somos nós. Acima de tudo, lembrando que temos tempo e saber usá-lo é uma arte, um passo de cada vez, com parceiros de viajem. Não quer dizer que as vezes a solução não seja mudar tudo, porque as vezes estamos no lugar errado, mesmo assim, o mundo manda recados!

536764450

8 comentários sobre “O mundo manda recados a quem quer escutar

  1. Texto genial! Concordo em gênero, número é grau… E uso um discurso semelhante em vários pontos faz um tempo….

  2. Belo texto Audy!! Acredito muito nisto tudo. É o tipo de texto para não perdermos de vista, seja para ler e refletir, seja para indicar a alguém!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s