Uma oficina pós-covid de 2Hrs

O pós-covid começa a cada dia! Precisamos recorrentemente revisar nossa situação para nos antecipar ao novo normal e tudo o que ainda podemos passar até ele chegar, caso contrário, passaremos os próximos meses ou anos sendo surpreendidos pela realidade e nos adaptando a revelia.

Como não temos bola de cristal, a solução é nos engajarmos em ciclos muito curtos de análise, debate, ideação, execução e feedback para nos (re)planejarmos e nos (re)organizarmos … o momento é de revolução permanente, sermos criativos, inovadores, empreendedores, sem isso o risco é maior …

No dia 23/07/2020, a convite do parceiro Guilherme Balle, rodei em um evento in company com a Tati Ximenes uma Oficina Pós-covid, desta vez foram duas horas, fechando um dia inteiro de palestras sobre inovação e empreendedorismo. Optamos por este canvas porque responder e inovar em meio à pandemia é vital!

O canvas foi proposto para discutir planos de ações a partir de cenários pós-covid, levando em consideração a situação inicial, atual e possibilidades. Via de regra, demarcam-se debates sobre os principais temas, como objetivos estratégicos, financeiro, propriedades, quadro de colaboradores, mercado, produtos, serviços, …

A oficina contaria e contou com mais ou menos 40 pessoas, me preparei no Miro para até 8 grupos, mas o número se confirmou e os separei os 36 em 6 grupos. O primeiro passo foi aquele exercício de reconhecimento do whiteboard, com todos colando postits, redimensionando e interligando-os.

O acordo inicial é posicionar-se, interagir muito, escutar e compreender antes de retrucar, desapegar porque não vamos esgotar nenhum assunto, pelo contrário, sabemos e esperamos que fiquem muitas pontas soltas que aparentemente não existiam … essa é a meta desta oficina de 2Hrs com 40 pessoas de diferentes áreas!

Intercalei spots de 2 ou três telas sobre teorias vistas durante o dia para fazer os ganchos a cada novo passo do exercício, que teve desde o início a liberdade para que cada grupo multidisciplinar de 6 pessoas debatesse quais seus maiores desafios e decidissem qual(is) deles queriam desdobrar a seguir.

Pontuei especialmente no início o que são atividades de aceleração, como quando a cada passo dedicamos 2 ou 3 minutos para que cada um materialize seus postits, o que gera uma massa singular de conteúdo para seleção, o que sempre acelera de forma que em 6 ou 7 minutos tenhamos o resultado.

Foram cinco spots de conteúdo, cada um com 2 ou 3 telas breves com provocações, intercalado por 4 passos do exercício – cynefin, situação atual, cenários e ideação, conforme relatei abaixo:

1.1. Brainstorming e clusterização, cada um propondo alguns desafios que gostaria de debater. Ao mesmo tempo exercitaram clusterização, agrupando os postits iguais, semelhantes ou dependentes;

1.2. Cynefin – Curto muito a dinâmica de enquadramento do que é simples, complicado, complexo ou caótico. Sempre destacando a importância de perceber a oportunidade de fracionamento e reposicionamento, o todo e as partes \o/;

2.1. Escolha de um desafio para ser debatido e desdobrado nos próximos passos, qual o histórico que temos sobre este desafio e qual a situação atual;

2.2. SWOT – Exercitar uma SWOT nos garante compreensão do que temos em mãos (forças e fraquezas), bem como o que temos a disposição (oportunidades e ameaças), o que gera auto-conhecimento e bons insights para seguir adiante;

3. Chegou a hora de montar alguns cenários, eu propus e a galera se inspirou no conceito de HMW (how might we) para construir perguntas significativas, que quando respondidas poderiam nos dar caminhos, o que permitiria ideação, seleção, priorização e planejamento;

4.1. Ideação sobre um ou mais cenários, aqui usando como inspiração o crazy eight (‘8) para gerar múltiplas percepções de ideias, pensamentos, sugestões, criatividade, até mesmo preocupações e pontos de atenção;

4.2. A partir da ideação, temos metas (goals) e planos (primeiros passos), fechando duas horas intensas de uma oficina dedicada a materializar os desafios práticos de todo o conteúdo discutido durante o dia … desconheço quem não saia mexido e incomodado de uma sequência destas, pois esse é meu objetivo!

Uma das piores situações após um evento com diferentes talks e debates, é sairmos com uma sensação de muitos “conhecimentos”, mas sem a dor e incomodo de ser confrontado com oportunidades práticas carentes de endereçamento na semana seguinte. Em um grupo misto com múltiplas áreas e papéis, funciona!

https://jorgeaudy.com/2020/06/28/um-metodo-e-um-canvas-para-se-antecipar-ao-pos-covid-19/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s