Um novo Game chamado “Bambu Challenge”

A partir das regras e princípios dos melhores Agile Games que conheço, como o Mashmellow Challenge, Aviões 2.0, Scrumia e alfabeto perdido de macondo, criei o “Bambu Challenge” para uma introdução lúdica ao gerencimento de projetos por jovens escoteiros do Ramo Pioneiro (18 a 20 anos de idade).

Este game foi idealizado para o II Moot InterAmericano em Osório entre 31/12 e 04/01, oferecido aos 1200 jovens escoteiro de países latino-americanos com idade entre 18 e 20 anos. Iniciativa do PMI-PR através de seu diretor e chefe escoteiro Sérgio Marangoni, apoio do PMI-RS que forneceu os banners e material impressos, com a parceria do Chefe escoteiro Mauro Lages.

p20131230_184349

Um Agile Game diferente de todos os outros, prototipagem, planejamento de tempo, materia-prima, responsabilidades e metas, com aquisição do material planejado, distribuição de tarefas, pair para transferência de conhecimento, renegociação, conclusão e venda, com possibilidade de bônus ou penalidades, por valor agregado, quebra de “contrato” e/ou qualidade.

As regras ficaram bem interessantes, a seguir um resumo 360º da dinâmica, lendo assim pode parecer bem mais complexo do que é, mas com a facilitação passo-a-passo o game se desenvolveu de forma muito simples e divertida, contando com dezenas de bons insights e trocas de aprendizados:

. Cada grupo tinha de 15 a 20 escoteiros e eram divididos em 4 equipes;
. Cada equipe recebe 40 moedas impressas em papel e recortadas;
. A meta final era construir um mastro autoportante de pelo menos 3 metros;
. O planejamento consistia em 10 minutos livres para definir o nome da equipe, definir um interlocutor, construção de uma maquete para planejamento de um mastro para hasteamento de uma bandeira e explicitação de quais seriam as tarefas necessárias para sua execução;
. Para a maquete, cada equipe recebia uma prancheta com papel, caneta, 20 palitos de churrasco e durex, com o qual criariam um modelo em escala do mastro para demonstração e cálculo do número de amarras e estimativa de metros de sisal, inclusive para a adriça de hasteamento  da bandeira. O formato do mastro, quer usando tripé, tablado ou torre era livre a cada equipe;
. Passados os 10 minutos de planejamento, cada equipe apresentava a si mesmo e sua maquete, projetando quantos metros de altura teria, quantos pedaços de taquara necessitariam e quantos metros de sisal seriam necessários;
. A compra usando parte das moedas recebidas no início seguem a tabela de R$1 por 2 taquaras e R$2 por 5 metros de sisal.

p20140102_172900

Uma vez planejado, a produção acontece em 3 sprints de 15 minutos cada, intercalado com 5 minutos de review (apresentação ao cliente), retrospectiva e replanejamento (renegociar e adquirir mais material se necessário). Não utilizamos kanbans, mas no caso de um treinamento Agile seria muito instrutivo fazer um story mapping no planejamento inicial, dividindo tarefas em 3 Sprints e gerando o quadro de tarefas no início de cada Sprint.

A cada Sprint as equipes produziam e ao final de cada Sprint eles discutiam entre si como estava rolando, apresentavam ao cliente o que conseguiram fazer e finalmente revisavam o planejamento, podendo alterar a altura proposta e se precisariam adquirir mais taquaras e sisal.

Após o final do terceiro Sprint, no caso de atrasos, cada minuto representava uma penalidade de uma moeda até o hasteamento. Cada metro planejado e entregue (a partir de 3 metros) recebia 20 moedas, cada metro não planejado entregue a mais recebia 10 moedas, penalidade extra de 20 moedas a cada metro planejado e não entregue e, finalmente,  um bônus ou penalidade de 5 moedas para cada amarra conforme a qualidade acima ou abaixo do mínimo exigido.

p20140103_120649

É um game muito interessante, mas exige espaço externo para os mastros, que podem atingir mais de 5 metros de altura, além disto, exigiu uma lista legal de material … se você for fazer e quiser entrar em contato comigo, posso ceder boa parte do material necessário, especialmente o bambu (ou taquara):

  • 4 pranchetas, folhas de papel, caneta;
  • 200 moedinhas ou notas de dinheiro falso para as compras;
  • 2 pacotes de espetinhos de churrasco ou espaguete grosso;
  • 2 rolos de fita durex estreita ou fita crepe;
  • 2 rolos de sisal
  • 4 tesouras;
  • 60 pedaços de taquara cortados em +/- 1 metro cada;
  • 4 argolas para servirem de passador para as adriças;
  • 4 bandeiras com tecido grosso (para que tenham peso);
  • 1 flip-chart para explicitar as regras, negociações e ranking;
  • 4 Canetões de cores diferentes.

Para os kanbans, por estarmos em ambiente externo, seria importante termos 4 folhas grandes de flip-chart, 4 blocos de postits, 4 canetões e pesos para firmar as folhas no chão, para que não voem (é melhor ter 1 flipchart para cada equipe, mas podemos deixar os kanbans no chão com pesos nas pontas para não voar).

p1388676700515

Outros posts:

Paiol de dinâmicas Parte 1
Paiol de dinâmicas Parte 2
Eventos de DOJO
Dojos – Por que a TI não treina ?

Um comentário sobre “Um novo Game chamado “Bambu Challenge”

  1. Pingback: Quais eventos registrei na minha agenda de 2014 | Jorge Horácio "Kotick" Audy

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s