Storytelling é uma técnica subestimada pela maioria

Desde a idade da pedra os homens se reúnem para narrar suas histórias ao redor do fogo, que junto aos desenhos rupestres, dança e música são algumas das formas de comunicação mais antigas que se tem registro. Trata-se de uma poderosa ferramenta de linguagem e transmissão de informações.

Storytelling é a transmissão de eventos através de narrativas usando palavras e imagens, previamente elaboradas ou de improviso. Diferentes culturas usam esta técnica como forma de contar suas vitórias, preservar sua cultura, pôr crianças para dormir, entretenimento, passar crenças, valores e princípios.

storytelling

Storytelling parte de um enredo, real ou fictício, uma história a ser contada através da construção de uma narrativa que se utiliza de uma linha de tempo, texto, imagens e recursos disponíveis para transmitir uma história sob determinado ponto de vista.

Ferramenta eficaz e muito utilizada pela área de marketing como forma de passar valores na busca pela fidelização do cliente, bastante utilizado pelas empresas como forma de gerar uma mística ao redor do nome de seus fundadores, mas também usada para treinamento e gestão de conflitos.

Uma imagem vale por mil palavras, uma narrativa ilustrada é capaz de criar no imaginário dos ouvintes um fundo de cena, um contexto, ao final as vezes é até difícil entender o que foi transmitido ou vivenciado. Uma boa narrativa, com bons recursos e feita por um bom apresentador é algo inesquecível.

Eu já realizei diferentes Storytellings, apresentando minha trajetória Agile na prática do método SCRUM, também sobre duas décadas de pesquisas, teorias e modelos propostos por Takeuchi e Nonaka, curto uma narrativa sobre os primórdios da revolução industrial, assim como no escotismo, fantasiado de índio apresentei a história da agricultura e os benefícios a saúde descobertos através da história do homem e suas hortaliças, frutas e legumes.

storytelling-scrum histórico

É desejável que um Storytelling enriqueça e aproveite ao máximo os recursos disponíveis ao alcance do narrador, como imagens, fundo musical, expressão corporal, vídeos e é claro muita criatividade. É possível usar as paredes para a constituição de uma linha do tempo, colar imagens, PostIt coloridos, adereços, transformando toda a sala em um imenso túnel do tempo …

O mais importante, tanto para técnicas de seminário, mapas conceituais, estudos de caso ou de texto, é preciso experimentar e calibrar o tempo para não fazer tudo na correria e desperdiçar os principais ganhos, cada uma destas técnicas instigam o interesse intrínseco em aprender, aceitando se expôr em troca de uma experiência gratificante de compartilhamento de conhecimento.

Se você quer uma receita, tenha um protagonista em meio a uma jornada através do tempo, que deve ter início, meio e fim, pincelando a história e conhecimento que se quer compartilhar com pontos inusitados ou divertidos, se possível tenha também um antagonista ou personagem secundário como um contra-ponto ou corroborando de alguma forma a história principal.

Saber escolher e contar histórias pode lhe fornecer uma poderosa ferramenta para persuadir, motivar e inspirar, mais que gráficos, fatos, pontos e diretivas organizacionais. Histórias bem escolhidas combinadas com boas técnicas de narrativa pode tornar pessoas tímidas em comunicadores mais eficazes.

storytelling-nuvem

Eu me pergunto o quanto uma projeção detalhada pode ser considerada um storytelling, de olhos para o futuro é possível por exemplo construir uma história de si próprio, por exemplo, uma startup pode visualizar seus próximos passos, negócio e produto, tempos e movimentos, validações, conquistas, riscos, comemorações, é uma forma válida de alinhar expectativas de forma interativa e descontraída.

Outra possibilidade seria, por exemplo, planejar um livro, seus personagens, sua linha de tempo, desenhos dos fundos de cena, eventos, uma storytelling seria e provavelmente é utilizado por grande número de escritores de forma a visualizar o universo representado pela história que pretende contar, quer seja ela baseada em fatos, ficção ou mista.

Creio que nessas horas saber desenhar é uma habilidade que nos permite navegar e registrar rapidamente, quer pela história da humanidade, mundos imaginários e seus personagens. Até mesmo storytellings técnicos podem se beneficiar de uma narrativa e visual interessante.

Qual é a sua história?

Um comentário sobre “Storytelling é uma técnica subestimada pela maioria

  1. Pingback: Storytelling é uma técnica subestimada pela maioria – Eh Pública!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s