Estudo de casos como recursos em retrospectivas e eventos

Que tal usar novos talentos em representação de personagens pela galera? Talvez trazer chapéus, gravatas e adereços para criar dinâmicas divertidas tanto quanto eficientes. Uma boa técnica para treinar interação, debate de ideias e o valor da argumentação é trazer situações hipotéticas e polêmicas para pequenas oficinas “teatrais” que usem de criatividade e diversão com um bom repertório de Agile Games, Oficinas e mini-treinos … Experimente, você vai curtir!

Fique ligado em Estudos de Casos, são recursos adaptáveis e eficientes, carecem apenas de um pouco de dedicação e esforço em construir um caso-análise ou caso-problema que sirva exatamente a seus propósitos cognitivos e coletivos. Nenhuma técnica ou oficina é soberana para restrospectiva, a cada ciclo é possível trazer algo novo, interessante, que mova zonas de conforto e abra os flancos para debates que suportem o processo de melhoria contínua.

estudo-caso

Estudos de casos como difusor de boas práticas

Para falar de um uso específico da oficina de estudos de caso, primeiro é preciso entender o que é um estudo de caso. Tem duas teorias sobre estudos de caso, um usado em pesquisas qualitativas, que não é do nosso interesse, e uma técnica de ensino coletivo usado em salas de aulas, que abaixo introduzo antes de avançar:

Trata-se de uma oficina que privilegia o trabalho em grupo, o debate, a troca de pontos de vistas entre os participantes, exigindo saber ouvir, interpretar, argumentar, respeitando opiniões distintas, onde o importante não é a unanimidade, mas o crescimento através do debate de idéias e experiência.

Há dois tipos de oficinas de estudos de caso:

• Caso-Análise: Neste tipo de caso o objetivo é estabelecer um debate construtivo, visão analítica, desenvolvendo argumentação, instigando a tomada de posição e julgamento de valor de precursores, mediadores e moderadores, percebendo variáveis dependentes e independentes. Importante, NÃO há necessidade de achar uma solução.

• Caso-Problema: Possui o objetivo de encontrar uma solução dentre as opções e argumentações apresentadas. Além do desenvolvimento cognitivo e do debate de idéias, instiga a tomada de decisão consciente e convergente. Não é necessário que seja unânime ou mesmo definitiva, mas é preciso uma chegar a uma proposta, decisão ou plano de ação.

Objetivos de uma oficina de Estudo de Caso:

Um facilitador experiente pode fazer toda a diferença, iniciando pela apresentação dos conhecimentos ou fatos envolvidos, reais ou fictícios, usando quaisquer recursos que contribuam para isto, como vídeo, áudio, imagens, textos, narração, dramatização, … evitando influenciar, mas praticando a mediação para:

• Estabelecer um debate no campo das ideias;
• Aproveitar percepções, conhecimentos, vivências;
• Proporcionar o “treino” do debate em grupo;
• Exercitar tomada de posição e tomada de decisão;
• Treinar construção de argumentos às proposições;
• Compartilhar conhecimentos e vivências;
• Treinar resolução de conflitos de forma saudável;
• Trabalhar ideias, riscos e oportunidades.

É fundamental que os participantes aprendam e exercitem não levar opiniões e argumentos no campo das ideias como algo pessoal, não estamos certos sempre e saber construir nossa argumentação e entender a dos outros é a arte de uma comunicação significativa. No caso de uso de dramatização ou desempenho de papéis, podemos treinar o tipo de comportamento, atitude, crenças e valores queremos estabelecer junto ao grupo.

Estudo de Casos Ágeis

Os estudos de caso mais óbvios para uma equipe ágil são aqueles que trazem para discussão o dia-a-dia de um projeto, seus ciclos representados em seus eventos e cotidiano. Visão, Mapping, Planning, Daily, Review, Retrospectiva, reuniões de Discovery com os clientes ou técnicas internas a equipe de desenvolvimento:

1. Imagine um estudo de caso-análise que apresente o texto ou um vídeo sobre uma situação sobre a qual queremos estabelecer o debate no grupo, por exemplo, falando da dispersão no uso de artefatos tecnológicos, nos fazendo nunca nos concentrarmos realmente no que estamos fazendo, tudo é compartilhado com outras ações paralelas … é um bom debate para uma equipe que trabalha todos os dias em prol de uma meta ou objetivo;

2. Talvez uma mesa em que cada participante da equipe receba antecipadamente um papel contendo seu personagem e suas características, que deverá desempenhar quando iniciar a dinâmica. Durante uma reunião alguém poderia ficar o tempo todo no celular falando de coisas pessoais, outro colega pode ter um gênio difícil e não aceitar ser contrariado;

3. Vamos supôr uma reunião de planejamento em que tenhamos papéis que serão intransigentes, outros aceitarão qualquer contra-argumentação para não entrar em conflito, talvez o mediador possa ser influenciador demais ou leniente demais. Alguém esteja de fones de ouvido o tempo todo ou respondendo seus emails;

4. Durante uma sprint podemos dar tarefas representadas por mocks em papel para construção e termos um dos participantes pressionando mais e mais os outros para superarem as metas e fazer cada vez mais rápido. Talvez possa um dos demais posicionar-se quanto ao risco e ineficiência desta postura, enquanto os demais calem para não se posicionar e não se comprometer.

5. Talvez em uma retrospectiva alguém goste de ficar o tempo todo incitando um colega a se posicionar sobre algo que ele lhe confidenciou mas não quer trazer para o grande grupo naquele momento, outro queira resolver tudo imediatamente, abrindo uma lista de insatisfações e angústias. Talvez um se levante, discuta e saia batendo a porta.

Há um mar de possibilidades no uso de estudos de casos, a construção pode ser colegiada, convide colegas da área de RH, talvez seu gerente, o objetivo tem que estar claro e introduzir novidades a cada ciclo. Isto quer dizer que ao invés de tentar colocar um mar de problemas e oportunidades, é preciso listar e priorizar quais são mais relevantes para aquele momento do time.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s