A efetividade de um 5W2H e um SWOT para alinhamento inicial

O primeiro passo foi uma reunião prévia para materializar de forma mais estruturada uma ideia de game e gamification há um mês atrás, o que gerou uma apresentação e aprovação para hoje termos iniciado um trabalho para melhor entendimento e planejamento;

O ponto de partida sendo uma ideia, com vários cenários possíveis, iniciamos este segundo passo com um alinhamento de tudo o que já foi pesquisado, inclusive relembrando os principais ponto do primeiro encontro e tudo o que rolou desde então;

O terceiro passo hoje foi a validação do mapa mental construído durante o passo dois, pontuando todos os principais pontos, suas relações, dependências, questões em aberto, certezas, suposições e dúvidas;

No quarto passo hoje, um super 5w2h, todos criaram os postits com as perguntas significativas que representavam suas expectativas por respostas no dia de hoje e nos próximos. Após as perguntas feitas, clusterizamos e as organizamos, muitas foram respondidas;

No quinto passo hoje optamos por um SWOT pegado, com uma trilha para cada cenário possível, uma forma de tornar as informações, hipóteses e percepções visíveis. Clusterizamos, discutimos e selecionamos as mais significativas;

Amanhã, logo no início do dia, vamos selecionar um cenário ou abordagem para desenvolver um pouco mais, a partir daí podemos selecionar outros cenários ou prosseguir para jornada e plano de ação, temos até quarta para um plano geral de projeto.

O 5w2h nos permite oferecer 15 minutos para que todos de forma independente naveguem nos mapas de informações até ali e colem postits com as principais perguntas a serem respondidas – o que, porque, quem, quando, onde, como, quanto. Na sequência temos outros 15 a 30 cobrindo cada quadrante, clusterizando e respondendo o que temos de respostas ou não.

O SWOT como foi aplicado, montei uma matriz com quatro linhas, uma para cada cenário evidentes, com colunas adicionais. Antes uma para persona para informações gerais, o SWOT propriamente dito e depois uma para estratégia possível e características da solução. Eu não sou cri-cri e o objetivo é fazer fluir, evito discutir a forma acima do conteúdo, o objetivo é alinhamento e domínio.

Para amanhã, pretendo usar como base o GAMIFICATION PROJECT do Pete Jenkins, mas tudo pode mudar se necessário, talvez um Lean Canvas e discutir negócio sob um ponto de vista de problema, cliente e argumentos de venda, talvez vamos para um jogo e aí tenho na manga o Game Model Canvas ou Game Design Canvas que curto para esses casos. Talvez ainda usemos um Crazy Eight ou uma Matriz CSD e o final desta trajetória é o uso de um Odyssey Plan adaptado, focado em fases, entregáveis ou MVP/MMP.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s