4

Um blog 100% dedicado a Team Building Games

A algum tempo vinha pensando em lançar um blog com todos os jogos que eu usei ou uso em quebra-gelos, aquecimentos e Agile Games, pois o projeto saiu da cabeça e materializou-se em um MVP, um tema wordpress para portfólios que acredito que faz a sua parte \o/

Todos as ilustrações são da Luisa Audy e já temos 100 Team Building Games detalhados ou linkados para suas páginas de origem. A quem acessar, por ser um experimento, deixe seus comentários, sugestões, críticas ou mesmo compartilhe outros jogos que gostaria de ver por lá.

jogos

Se o feedback for positivo e agregar o valor que espero estar contribuindo para quem busca jogos, detalharei melhor os que lá estão e acrescentarei novos com a mesma frequência com que posto por aqui textos sobre Agile e vida em equipe, em organizações e boas práticas.

Se não for de interesse, vou eliminá-lo e manter tudo concentrado por aqui no meu blog de conteúdo e parto para outras ideias … então, por favor, registre seu feedback e, se gostar, compartilhe o blog de jogos para fazer chegar e verificarmos se seu formato interessa.

https://jogos360graus.wordpress.com/

2

Keep Talking and Nobody Explodes

Nesta sexta, dia 24 as 19:00 tem Oficina de Retrospectiva com Keep Talking and Nobody Explodes. Ana Carolina Hermann e a Isa Giongo esperam vocês com uma dinâmica de retrospectiva muito disruptiva, utilizando Keep Talking and Nobody Explodes. Um jogo cooperativo em que a equipe precisa desarmar uma bomba. É um jogo pedagógico para todos, em qualquer contexto e o objetivo é aprendizado conjunto.

24/11 – 19h as 20h – Pr 99A (Tecnopuc), 5° andar, DBServer, vagas limitadas

Inscrições: https://goo.gl/bAiKZs

1

Ttalks Pais & Filhos – Um dia de muita interação

O evento cumpriu a programação prevista se adaptando na medida em que avançava e a galera ia tomando decisões, desde a primeira interação no welcome coffee, a abertura com a família Caroli, o paulo, Duda e o João fizeram um storytelling contando desde a inspiração até o lançamento do seu livro – O mistério do Colégio Alipus.

Eles falaram das inspirações, da construção dos personagens, a busca por maiores informações junto a amigos que são profissionais de diferentes áreas com o empenho em tornar os fatos e perfis o mais realistas possível, inclusive nomenclatura, jargões e muito mais. Impossível não se inspirar e querer fazer um livro, um filme, …

Na sequência, ainda na abertura, cada família apresentou suas percepções, não só sobre o livro, mas sobre a parceria pais & filhos em projetos que ao mesmo tempo que geram resultados práticos e visíveis, também desenvolvem habilidades, afinidades, conhecimentos, o valor da de ter e ser fonte de inspiração e networking.

A importância de manter a natureza criativa e lúdica da infância como fator de diferenciação para o futuro. A impetuosidade, a imaginação, não ter medo de tentar, de se expôr, de se divertir, reservando algum tempo para alimentar habilidades natas, desenvolvendo novas, não só para o trabalho, mas para a vida!

Seguindo com Alexandre Torrano na de ilustração através de uma técnica de storytelling, onde pai e filho alternavam o desenho e narrativa de personagens e fundo de cena, narrativa e cenário.

  • Gabriel (Severo) – praia
  • Daniel (Daniela) – desenhando
  • Ana (Heck) – A rosa
  • João (Caroli) – Montanha Assombrada
  • Sofia (Silva) – Praia dos Morangos
  • Fernando (Felipe) – Casa das minhocas
  • Alexandre (Adri) – Galinhas Sapecas
  • Jujuba (Lucas) – Guerra do bem e mal
  • Fernanda (Alanis) – O naufrágio
  • Lucas e Fernanda (Machado) – Jacaré e Raposa

Em seguida rolou a oficina de Flip Book com o Alexandre Linck e a Adri Germani da Anima Pocket, eu estava aguardando as 7 pizzas gigantes da Barão lá no 99A com o Alexandre e não assistimos, mas todas as crianças e adultos fizeram um flip book em blocos de papel que eles trouxeram e em cada folha um movimento, quando folhado o bloco parece uma animação.

No canal da Anima Pocket da Adri e do Alexandre no Youtube tem várias animações criadas por eles, como a do WebScambo do Rodrigo Murari Severo que participou com seu pequeno de todas as atividades e se divertiram com a apresentação dos flip books. A Adri gravou as apresentações, se forem publicadas eu compartilharei aqui, Ok.

O Carlos Giovani com o filho fizeram o relato de sua história de superação quando planejaram, participaram e conquistaram ótimos resultados em um torneio esportivo. O almoço foi 7 pizzas família de 12 fatias da Barão, em torno de 35 pessoas ao total, 21 adultos mais as crianças, muito bate-papo, a pizza atrasou um pouco, mas deu tudo certo, todo mundo comeu e estava uma delícia.

Também teve a oficina de projetos de cidades com lego-lego facilitado pelo Alexandre Leite Silva e sua pequena, quatro equipes, duas de desenho da infraestrutura com papel e canetinhas coloridas, mais duas equipes de construção de casas, escolas, igrejas, etc com lego-lego, contando com três sprints de 7 minutos. A galerinha rodou Scrum sem saber o que é isso.

O Alexandre Torrano recomendou um vídeo de uma coleção da Netflix que também está no Youtube sobre a arte do design com o ilustrador Christoph Niemann, que fala de criatividade, desenvolvimento humano usando desenho, animação, lego-lego. Eu recomendo quem curte esta abordagem a assistir e pesquisar um pouco mais sobre Lego Serious Play, no Youtube tem muita coisa legal – https://www.youtube.com. Tem também vídeos ensinando gestão ágil de projetos (SCRUM) usando Lego.

Ainda tinha muito para acontecer, porque descemos todos e rolou uma aula de sapateado com a Laura Peres e seu pai, o Eduardo, 22 tablados e pares de sapatos especiais para sapateado. Com uma trilha sonora (https://open.spotify.com/user/eduardo.peres) e orientações do Be-a-Ba todos sincronizaram seus primeiros passos no sapateado … todos curtiram muito!

Para fechar tivemos várias dinâmicas propostas pelo Jackes e filha do lado de fora do prédio, aproveitando que não estava chovendo e que tudo o mais teve que ser dentro, na linha do tempo no térreo e no quarto andar. Variados jogos bem divertidos, especialmente sobre confiança, todos em roda ou pai & filho … última atividade!

Vários vídeos foram publicados no grupo TecnoTalks, no evento e na minha timeline

4

Agile Trends 2017 – Maior play test do Desafio ToolBox 360°

Em uma das salas do Agile Trends 2017 no Centro de Convenções Rebouças em SP rolou o maior Play Test do Desafio Toolbox 360° até agora, 30 pessoas estavam e participaram de 5 equipes de jogo. Impossível não citar o trabalho e esforço da minha esposa, a Marinês, que editou o tabuleiro e me ajudou com a gráfica e da minha filha, ilustradora, graduanda em cinema PUCRS, que ilustrou as cartas.

Contei e agradeço de coração a parceria e ajuda como monitores do Totti, Lili e Stefania, do Severo do Sicredi e do Thiago da SoftPlan. Fomos todos uma hora antes para a sala de guarda-volumes e no chão de carpete fiz um rápido treinamento no jogo e estratégia para esta edição. Sem eles não teria sido tão fluido e efetivo em seu valor e resultados para a galera participante.

Tive a oportunidade de uma galera pilhada, que curtiu e levou para suas empresas um kit por R$50 com tabuleiro, baralho, dado e fichas, devidamente embalados em uma pasta com fechamento … no compromisso de me dar retorno sobre uso e sugestões. O valor é inferior ao custo total de sua confecção e composição, mas para mim gera a expectativa de dezenas de aplicações e feedbacks.

Agradecimento especial ao Dairton, que me proporcionou uma agenda adicional, extra a grade do Trends, que exigiu logística e energia para a configuração da sala, que não possui mesas e possibilitou a realização do Play Test  \o/

Amanhã tem mais e na volta a POA tem muito mais, pois estou no compromisso de fazer um Play Test em POA também, muitos companheiros de viagem, TTalkers e amigos curtiram a ideia e querem o jogo para suas equipes, empresas.

 

2

Spoiler dos meus ppt’s do Agile Trends 2017

Serão duas sessões, a primeira é um jogo que será apresentado e jogado fora da grade do evento, no final do primeiro dia em uma das salas do Centro de Convenções cedida pela organização, a segunda é uma apresentação formal de um artefato que venho usando, chamado Scrum Setup Canvas.

Se você vai ao Agile Trends SP no dia 12/04, não esquece de passar no stand da DBServer e te inscrever para a apresentação e mão-na-massa do Desafio ToolBox que vai rolar logo após o término da grade oficial.

Se estiver por lá no dia 13/04 pela manhã, não perca o bloco comigo e com o Paulo Caroli … sim, não dá para pedir mais nada, o meu bloco ano passado foi com o Vitor Massari, este ano será com o grande Paulo Caroli.

12/04 as 18:10 – Desafio ToolBox 360°

Nesta quarta-feira, logo após as palestras do primeiro dia do Agile Trends 2017, as 18:10 no Centro de Convenções Rebouças, vai rolar a primeira edição aberta do Desafio ToolBox 360°. O jogo está evoluindo e ainda vai evoluir muito, mas após os primeiros Play Tests já ajustei o suficiente para ter a certeza de que agrega valor, provocações construtivas e passa um recado bem bacana.

O jogo é ao mesmo tempo colaborativo no atendimento de cenários reais e competitivo, posto que ao final temos um vencedor. Mas é preciso muita transparência, inspeção e adaptação para montar a melhor solução no somatório de forças de todos.

O jogo de início pode parecer complexo, mas para quem já jogou uma rodada é muito simples e divertido, ele possui um tabuleiro, cartas de cenário a serem atendidos, baralho com mais de 70 técnicas e boas práticas, além de um dado. Para o Agile Trends 2017 vou rodar com algumas simplificações, o jogo foi criado para ser jogado em empresas, fomentando sua capacidade absortiva.

A facilitação contará com um passo-a-passo em powerpoint e impresso para cada equipe, que contarão com um kit contendo o tabuleiro, fichas e baralhos. É para ser acima de tudo um momento de provocação quanto a conhecimento e domínio de técnicas oriundas de metodologias ágeis, design thinking, management 3.0, além de algumas bem tradicionais e ainda muito utilizadas.


Estou ao mesmo tempo pilhado e angustiado para que chegue de uma vez, já rodei vários play tests, com amigos, com Tecnotalkers, até com alunos na FACIN, o início sempre é um tanto aflitivo, mas conforme a galera vai jogando e entendendo é muito legal, quer profissionais ou alunos o feedback final sempre é muito bom.

Mas no tocante a ser um tanto complexo de início, não abri mão até aqui, pois é um jogo que nos induz a jogar três rodadas pelo menos, um tempo de mais ou menos uma hora. Para isso, são dois fluxos, um usando o baralho de Toolbox para atender um cenário e outro resultante do primeiro para mover sua ficha pelo perímetro do tabuleiro … é 100% colaborativo, mas alguém sairá vencedor.

13/04 as 10:50 – Trilha Comunidade – SSC

Finalmente vou apresentar para a comunidade ágil o artefato que batizei de Scrum Setup Canvas, criado para materializar e expôr acordos e combinações coletivas, quer metodológicas ou técnicas antes de uma inception ou planejamento. Muitas equipes deixam questões importantes como acordar boas práticas, frameworks, DoR, DoD, etc, para o acaso ou fragmentado entre diferentes pessoas e gavetas.

Assim como o jogo, este artefato ainda não parou de evoluir, a cada tanto mexo em algo de suas colunas e linhas, posto que a experimentação vai mostrando os caminhos. Mas está na hora de por a prova se ele é útil para muitas outras equipes e Agile Coachs, sendo para muitos já de conhecimento através aqui do Blog.

O formato final do Scrum Setup Canvas está como colado a seguir e os thumbs da apresentação em ppt está logo na sequência. Prometo que darei o máximo de detalhes dos meus 25 minutos de Trend Talk e interação com a galera logo após o evento encerrar, talvez o faça a caminho do aeroporto ou logo que chegar em POA.

Não garanto se é um Canvas a ser deixado a vista ou utilizado como aquecimento e depois defenestrado, caberá a empresas e equipes definirem, talvez alterar seus campos, mas tenho profunda convicção de que é útil, posto que por enquanto não há uma alternativa equivalente.

Vou postar muito mais detalhes do jogo e deste Canvas assim que passe o Agile Trends, neste mesmo batcanal … é o tempo de ir a SP e voltar rapidinho  \o/

3

12/04 – Lançamento Desafio ToolBox 360º no Agile Trends 2017

Lanço aqui o desafio aos meus contatos no Facebbok que irão ao Agile Trends 2017 no Centro de Convenções Rebouças na semana que vem em SP, no final do primeiro dia de evento estarei fazendo uma oficina de Desafio ToolBox 360º para quem for no stand da DBServer durante o primeiro dia e se inscrever.

A oficina será mão na massa e vai rodar com quem estiver disposto a mostrar que sorte e conhecimento andam juntos, porque é um jogo no qual o conhecimento de técnicas de ideação, modelagem, planejamento, discovery, delivery e gestão do conhecimento podem desequilibrar a força dos dados e das cartas.

A diversão e a vitória é apenas um efeito colateral, porque o objetivo é o desafio de conhecer 80 técnicas e boas práticas que usamos no nosso dia-a-dia. O jogo estará por muito tempo ainda em evolução, mas já é resultado de diversos play tests e experiências com amigos queridos que se dispuseram a ser minhas cobaias 🙂

As fotos abaixo no banner são desta semana em minha aula de Tópicos Especiais em Engenharia de Software, acho que minha principal inspiração ao idealizar a partir do livro ToolBox 360º – foco em aprendizagem, na provocação em saber mais sobre boas práticas, de forma lúdica e divertida … nos vemos em SanPa:

Aqui vai novamente um tira-gosto com dicas do tabuleiro e cartas \o/

Algumas das fases da evolução do jogo mostram o quanto ele evoluiu e irá adiante:

tabuleiro-evolutivo-dez2016

1

4ª aula de GP e Tópicos Especiais

A quarta semana de aulas foi no mínimo inusitada, pois não só a proposta envolveu jogos de introdução e fixação de conteúdo de forma provocativa e lúdica, mas jogos que criei especificamente para este fim, para estas matérias – GP e TE.

Tópicos Especiais em Engenharia de SW

Uma aula dedicada à percepção do quanto a área de TI é rica em frameworks e boas práticas, desde a ideação, modelagem, planejamento, execução, métricas e muito mais. Este jogo será apresentado à comunidade ágil brasileira apenas na noite do dia 12/04/17, no final do primeiro dia do Agile Trends no Centro de Convenções Rebouças em SP.

O feedback foi muito legal, o que me deixou satisfeito, pois todos os Play Tests até o momento haviam sido com profissionais, consultores ou colegas de DBServer. Os alunos inicialmente ficaram muito cabreiros com a proposta de usarem cartas para propôr técnicas que atendessem um cenário, mas curtiram após começarem a jogar e perceber o quanto poderia ser divertido:

O tabuleiro e as cartas utilizados ainda são os originais em lona resinada e baralho de 108 cartas, a versão definitiva para o evento foi toda reconfigurada, visando ter um conjunto mais compacto e seguro para acondicionamento e transporte. Os tabuleiros serão em papel de gramatura 300g devidamente plastificado e baralho de 90 cartas:

Gerência de Projetos

Assim como usei um jogo para introduzir dezenas de novas técnicas e boas práticas em pauta em TE, na quarta aula de GP eu utilizei uma versão condensada do Banco Intergaláctico para introduzir os fundamentos do SCRUM. Ficou apenas a introdução básica metodológica, o suficiente para fazer rodar o jogo em um tempo de duas horas e meia, mas percebi uma série de oportunidades de redução no tocante a dinâmicas e passos desnecessários para o fim de introdução SCRUM.

O ppt enxuto ficou bem focado, inclusive alterei imagens e sequências para ficar mais divertido e fluido:

E assim como a versão de 8Hrs ou 16Hrs para treinamento de times em empresas, tenho um pacote de histórias do usuário e telas para condução do Release Plan e Retrospectivas com a galera, também simplificadas ao exclusivamente necessário para podermos rodar sprint Zero e dois sprints de construção usando papel, cola, tesoura, régua e hidrocôr, além das escalas em papelão dos caixas eletrônicos:

Semana que vem terei em TE mais um overview sobre Agile, fechando este módulo e a partir da aula seguinte haverá uma inversão com seminários apresentados pelos alunos, nos quais eu contribuirei com cases e mercado. Na disciplina de GP avançaremos com um Startup Dojo que definirá o projeto de cada grupo, de forma que na sequência planejaremos as 10 áreas do PMBOK, na maioria das vezes usando técnicas ágeis e visuais.