0

TecnoTalks – Data Science, BI, OI, Machine Learning e outras paradas

A seguir o vídeo do TecnoTalks sobre BI que rolou no dia 02/05/2018 as 19:00 na sala 204 do prédio 99A do TecnoPUC, um bizu 360° sobre o tema, iniciando com o Sergio Adriano Blum desmistificando o primeiro passo usando a plataforma Azure, o irreverente guru Fabio de Salles sacudindo a árvore de conceitos sobre o tema, o Cristofer Weber do Sicredi falando sobre modelos preditivos, um papo didático com o prof Diógenes de SP, fechando com o Brito mostrando com maestria o passo a passo de projetos desta natureza e variados cases de sua empresa.

A seguir os links para os linkedins dos palestrantes e uma breve apresentação do que temos nas duas horas e meia do vídeo acima:

Sérgio Adriano BlumTeve a responsa de abrir o evento e o fez com maestria, desmistificando os primeiros passos ao mostrar um passo-a-passo na plataforma Azure para a criação de um Data Lake e a demonstração de um processamento de imagens com alguns poucos clicks. Atua como instrutor, gestor de projetos e consultor em Tecnologia da Informação pela White Cube. Atua como desenvolvedor e arquiteto de soluções de Business Intelligence, Business Analytics e Big Data, em diversas tecnologias e cenários empresariais. Realizou inúmeros projetos de implantação e migração, possuindo conhecimento em toda plataforma de Dados da Microsoft, OnPremises e Azure. É graduado em Administração de Empresas com Ênfase em Análise de Sistemas pela PUC-RS.

Fábio de Salles (SP)Desde SP, via HangOut Google ele propôs desistirmos da Inteligência de Negócios e Sejamos Felizes! BI existe há décadas, e até hoje sofre dos mesmos problemas que sofria em sua aurora: projetos falham, usuários abandonam, envolvidos frustram-se. Chega. Inteligência de Negócio não está entregando suas promessas. Veremos porque e entenderemos a relevância do conceito de Operational Intelligence. O Fábio se auto-define como um profissional pró-ativo, curioso, otimista, um trabalhador de grupo e ansioso para deixar a sua marca neste mundo, seja como um bom profissional em qualquer uma das suas áreas de conhecimento, paixões (BI, FLOSS, Física, Ensino, Escrita) ou como um parceiro em conquistas relevantes.

Cristofer WeberO valor da Ciência de Dados entregue em software e seu caminho até a produção. Um pouco sobre como entrega resultados em projetos analíticos com ênfase em modelos preditivos. Projetos de Ciências de Dados não se encerram na criação de modelos de Machine Learning; ainda há um longo caminho até a entrega de valor. E, uma vez publicados, não podemos deixar de acompanhar de perto os seus resultados. O Cristofer é Cientista de Dados na Plataforma Digital do Sicredi e professor na Especialização em Data Science e Big Data da UniRitter. Mestre em Ciência da Computação pela PUC-RS na área de Inteligência Computacional, e pós-graduando em Métodos Quantitativos pela mesma instituição.

Prof. Diógenes Justo (SP)Um bate-papo didático sobre as bases conceituais e tecnológicas do BI. O Prof Diógenes questiona em seus artigos e experimentos recentes: Imagine se pudéssemos utilizar nossos conhecimentos para mudar o mundo a nossa volta? E que tal se pudéssemos ver a integração entre o mundo acadêmico e o mundo real como forma de resolução de problemas? Colocar alunos em contato com profissionais de mercado para aplicar seus conhecimentos e desenvolver ambos através de novas experiências? Um ambiente de competição para desenvolvimento de modelos de previsão desafiadores.

Gustavo Assis BritoUma visão pragmática, o Gustavo apresentou sua experiência prática nas diferentes fases em um projeto de Data Science, ingestão de dados, desenvolvimento, alguns cases práticos, como em contencioso juridico, riscos e fraude, entre outros. Ele é especialista Oracle Middleware e administração de Infraestrutura Fusion Middleware. MBA em Gestão, Empredorismo e Marketing pela PUCRS com 30 certificações em Tecnologia. Fundou a GAVB SOLUÇÕES EM TI com ênfase em Data Science e Big Data, Inteligência Artificial e soluções de Analytics para grandes corporações, como SHELL, Amil, Rumo, Oi, etc.

Prof. Grimaldo Lopes de Oliveira (BA) Uma série de problemas técnicos iniciais inviabilizou a participação do Prof Grimaldo, que deixou ela gravada em vídeo e abaixo está compartilhada. Mais de 20 anos de experiência na área de TI, como conbsultor, GP e na gestão de equipes. Experiência em administração de ambiente de redes de computadores, incluindo as áreas de infra-estrutura de redes, software básico (sistema operacional), segurança, banco de dados e suporte às equipes de desenvolvimento de sistemas.

1

28/03/2018 – TecnoTalks debateu a TI Bi-Modal

O evento foi proposto para entendermos o que é a TI Bi-Modal, o momento e quais os cenários evolutivos, porque “pedras que rolam não criam limo” e a evolução ou transmutação de tudo é inevitável … para melhor. Os modelos de Pace Layered e TI Bi-Modal do Gartner podem ter contribuído para quebrar o gelo, mas anos se passaram e o mundo mudou.

http://www.gartner.com/it-glossary/bimodal/

O Gartner previu e acertou que até 2017 mais de 75% das grandes empresas estariam trabalhando em uma TI Bi-Modal, equalizando projetos de registro, conhecidos e previsíveis, de outros com inovação. De certa forma, poderíamos dizer que no modelo o Gartner revisitou o conceito de exploration e exploitation, domínio e disrupção.

A seguir um trecho gravado e transmitido pelo Jonatan Aguiar durante o debate e algumas fotos. Foram 320 inscritos e em torno de 200 presentes. O facebook dos debatedores são Eduardo Meira Peres, Luiz Claudio Parzianello, Rafael Prikladnicki, Paulo Caroli, Marco Migliavacca, Karina Kohl e Annelise Gripp.

Como todo TecnoTalks, uma equipe trabalhou para que acontecesse, como a Claudia Dos Santos Flores, Andreza Deza Deza, Dreyson Queiroz, Profª Alessandra C S Dutra, Profª Aline de Campos e outros que ajudaram curtindo, sugerindo, apoiando, votando, compartilhando, sem isso tudo não teriamos mais de 60 dias de eventos TecnoTalks desde 2012.

0

28/03/18 as 19:00 tem TecnoTalks sobre Bi-Modal

Vamos debater o conceito, o contexto e a evolução da TI Bi-Modal do Gartner com uma mesa e tanto, inclusive você, porque vamos reservar um tempo para as perguntas mais relevantes propostas pela galera.

Qual o papel desempenhado até aqui pela Bi-Modal, qual o status quo hoje, cenários e quais os próximos passos. Uma visão 360º de mercado, das organizações e profissionais envolvidos em projetos e equipes.

Inscrições em http://bit.ly/tecnotalks-bimodal

Em 2016 questionei um provável equívoco, consciente ou inconsciente – https://jorgeaudy.com/2016/07/27/pulo-do-gato-ou-equivoco-da-ti-bi-modal-do-gartner/, mas isso é passado, hoje temos mais, creio que seja um Agile Multimodal \o/ Porque independente do seu processo de trabalho, Lean Thinking, com ciclos iterativo-incrementais-articulados, auto-organização, gemba, kaizen, poka-yoke, etc.

Agile Multimodal remetendo não a método ou framework, mas a princípios. A meu ver estamos imersos em conceitos de Transformação Digital, de Organizações Exponenciais, Indústria 4.0, Management 3.0, Agile Transformation, neste contexto sobra pouco espaço para um Modo #1 ainda em waterfall (sem iterações), centrado na TI e convencionalmente hierárquico … correto?

0

TecnoTalks sobre A Jornada do Herói (Campbel)

Fiquei devendo um relato sobre o primeiro TecnoTalks de 2018, realizado em Janeiro sobre o monomito de Campbel, resultado de uma extensa pesquisa que resultou em uma das teorias mais fascinantes em relação a arte de contar histórias (storytelling).

Desde os primórdios do homem na terra, ainda na idade da pedra, se reuniam para contar histórias, um modo prodigioso para a perpetuação de sua cultura, liderança, crenças, segredos, folclore, ao redor do fogo, em salões, entre nobres, religiosos e povo.

O assunto não pode ser mais apaixonante, com palestra e exercício prático sobre o Monomito de Campbell, também conhecido como o Herói das Mil Faces ou mais ainda por A Jornada do Herói.

Para descontrair e fazer todo mundo entrar no clima levei um monte de toucas de bichos, vários de meus ítens relacionados a cosplay, que uso em treinamentos temáticos e curiosidades.

O evento foi um sucesso, com o Dreyson Queiroz do Estaleiro Liberdade fazendo a talk sobre o Monomito e a Adri Germani, Andreza Deza e outros TecnoTalkers ajudando na facilitação e mentorias durante o trabalho em grupo, com aprendizado e diversão garantida.

Os trabalhos em grupo tinham como objetivo exercitar a criação de uma história baseada no monomito de Campbel, a partir da palestra do Dreyson e de material específico distribuído para orientar o arco do personagem escolhido para ser seu herói (ou anti-herói).

O primeiro Tecnotalks de 2018 foi em 18/01 as 19:00 na sala 204 e 206 do 99A no TecnoPUC. Quería compartilhar a minha paixão pela construção de grandes histórias, quer para filmes, livros, animações, quadrinhos, todo contexto em que uma história precise ser narrada.

O primeiro e o segundo tiveram excelente parceria, com bom feedback, vamos ver se mantemos o ritmo de assuntos diversos e instigantes  \o/

0

21/02 TecnoTalks – Aulas, ensino e aprendizagem no séc XXI

Que tal dedicar uma noite neste final de verão para discutir um pouco mais sobre educação – cursos, treinamentos, facilitações, mentorias. Queremos fazer um evento de três horas em três blocos – cases, debate e proposição – onde a partir de exemplos práticos vamos debater um 5W2H de como construí-las e, em grupos, propôr alguns formatos, modelos, programas ou sequências para diferentes matérias e conteúdos.

Todos somos mestres e alunos nessa vida, una-se a nós – https://www.facebook.com/events/1431269393648600 – se você é professor ou aluno em algo e quer debater esse tema, vem com a gente, confirma tua presença lá no evento porque a sala tem vagas limitadas.

TTalks-2102-DT na Educação

Tenho dezenas de posts sobre este tema e as provocações visuais que mais curto estão abaixo para mostrar que é um tema que vale a pena debater, pelo prisma de nós mesmos como alunos ou como facilitadores, ambos com muito a contribuir neste processo, porque afinal, não existe ensino se não houver aprendizado. É uma via de mão dupla, no século XXI é uma co-criação, exige protagonismo por igual do professor e aluno.

DT-Educação

399326_520381271319852_1518413404_n

ebbinghaus

318574_518259324865092_1276841163_n

9678_521664537858192_384149056_n

27/12/12 – Princípios ágeis e a escola construtivista
11/07/13 – A teoria do Ba – Parte 1 – Parte 2
08/06/14 – Mapas Conceituais e a aprendizagem significativa
10/06/14 – StoryTelling é uma técnica subestimada pela maioria
26/01/15 – Design Thinking na educação
13/04/15 – Piaget era agilista sem dúvida alguma
17/05/15 – Design Thinking um exemplo prático em 5 passos
21/05/15 – Porque ensinar e praticar Agile na faculdade
20/07/15 – Os pensadores do ensino e do aprendizado
09/08/15 – A aprendizagem significativa de Ausubel
20/08/15 – Aprendizagem experiencial
15/10/15 – Poiesis, a arte da criação, da construção, do ser criativo
13/01/15 – Agile em projetos de pesquisas acadêmicas
11/06/16 – Aulas e Curva de Ebbinghaus, aprender fazendo
08/12/16 – Aula FACIN GP – Aprendizado Experiencial
11/03/17 – 1ª aula de GP / somos gerentes e somos projeto
18/03/17 – 2ª aula de GP / de programas a principios
19/03/17 – O que aulas universitárias tem a ver com Agile
26/03/17 – 3ª aula de GP e Tópicos Especiais
02/04/17 – 4ª aula de GP e Tópicos Especiais
08/04/17 – 5ª aula de GP e Tópicos Especiais
20/05/17 – 6ª e 7ª aula de GP na FACIN
18/06/17 – Layout & Graffiti em salas de aula
28/06/17 – Sobre os ombros de gigantes

1. Uma lista de ferramentas sugeridos no Universia – http://noticias.universia.com.br/…/as-melhores-ferramentas-…

2. Uma lista de técnicas do livro de Doug Lemov –
https://pt.slideshare.net/…/aula-nota-10-49-tcnicas-para-se…

3. Eu tenho um post sobre grafitti, mas olha essa base – http://www.playground-inovacao.com.br/a-sala-de-aula-ideal…/

4. E esse artigo sobre Learned Pyramid – http://paulamusique.com/a-piramide-do-aprendizado/

5. Para fechar tem um vídeo gringo sobre escola – https://www.youtube.com/watch?time_continue=40&v=HX6P6P3x1Qg

0

18/01 – TecnoTalks sobre Storytelling com a Jornada do Herói

Teremos um bucaneiro puxando o Tecnotalks sobre storytelling no dia 18/01/18 as 19:00, o Dreyson Queiroz fará uma palestra e depois faremos um Startup Dojo diferente, baseado na jornada do herói, no arco do personagem e a jornada do gamer. Vamos idear e desenhar novas histórias, personagens, heróis, talvez virem livros, tirinhas, filmes, animações, talvez novas oportunidades de negócios.

Mini-CV da fera: Único gaúcho a participar do Sprint no Google Venture, ele trabalhou na Substantiva e foi diretor de Arte na Paim Comunicação e na Cadastra. Hoje é um dos protagonistas no Estaleiro Liberdade e é designer de interações na empresa Clashdi.

O evento está no facebook no grupo TecnoTalks – https://www.facebook.com/events/1549969218456078

Uma oportunidade de conhecer técnicas utilizando as jornadas, mas se você não conhece as jornadas, imperdível para conhecer e refletir o número de oportunidades que esta abordagem abre para games, livros, vídeos, filmes, animações, quadrinhos, storytelling …

Aqui vai um tira-gosto sobre a jornada do herói de Campbell:

Tem uma apresentação que mostra sete tipos de heróis e anti-heróis, os desenhos são muito legais e a caracterização é bem didática:

Também tem um vídeo do VDB que é nota 10 sobre Storytelling que vale dedicar alguns minutos para assistir:

0

30/09 – Vem passar um dia inspirador conosco – TecnoTalks Pais e Filhos

Vem se inspirar e planejar seu próximo projeto, um dia para compartilhar, desenhar, dançar, jogar e se divertir entre pessoas que querem mesmo é fazer parcerias com aquelas pessoas que estão mais perto de nós, como pais, filhos, irmãos, amigos. Confirme sua presença no evento: https://www.facebook.com/events/142103956389270

A programação ainda está sendo ajustada, mas a estrutura geral está sensacional e já definida conforme segue:

As 08:30 poderemos ter um wellcome coffee para quem quiser chegar cedo, para aquecimento dos bate-papos e ideias.

Manhã: 9:00

50. Storytelling e brainstorming sobre projetos e oportunidades entre pais e filhos facilitado por Paulo Caroli/filha;

50. oficina com Alexandre Leite Silva e sua pequena – projetos com LEGO;

40. Oficina sobre ilustração com Alexandre Flores Torrano;

40. Oficina de Flip Book com Alexandre Linck e Adri Germani da Anima Pocket;

Almoço: 12:00

90. Por adesão, vamos ficar por aqui mesmo e pedir algo, como pizzas. Podemos ter aqui aquele papo sobre planejamento de viagem, ancorada pelo Cassio Trindade/filha, talvez com contribuição de outros relatos;

Tarde: 13:30

20. Storytelling sobre projetos de saúde, esportivos, competições com o Carlos Giovani Rodrigues/filho;

50. Oficina com Jackes Heck e sua filha, da Academia Mentes Audazes;

60. Oficina de sapateado com o Eduardo Meira Peres e família;

60. Storytelling e oficina sobre projetos usando blogs, canais de vídeo, portfólios, com mentoria nossa para próximos passos da galera presente para seus próprios projetos – posso ancorar.

Encerramento: 16:40

Já temos algumas peças para divulgação, na medida que as outras saírem do forno compartilho, vem participar, não vamos só vivenciar desenho, ilustração, esporte, dança, arte, livros e canais de conteúdo, mas valorizar e viabilizar parcerias para uma vida, ideais, crescimento e diversão em família, pequenas ou grandes, de sangue ou aquelas unidas pelo destino.

Confirme sua presença no evento: https://www.facebook.com/events/142103956389270

21687957_1692209494146439_9028146204038277986_n

21769672_10208468498630034_944000484_n (1)