0

18/01 – TecnoTalks sobre Storytelling com a Jornada do Herói

Teremos um bucaneiro puxando o Tecnotalks sobre storytelling no dia 18/01/18 as 19:00, o Dreyson Queiroz fará uma palestra e depois faremos um Startup Dojo diferente, baseado na jornada do herói, no arco do personagem e a jornada do gamer. Vamos idear e desenhar novas histórias, personagens, heróis, talvez virem livros, tirinhas, filmes, animações, talvez novas oportunidades de negócios.

Mini-CV da fera: Único gaúcho a participar do Sprint no Google Venture, ele trabalhou na Substantiva e foi diretor de Arte na Paim Comunicação e na Cadastra. Hoje é um dos protagonistas no Estaleiro Liberdade e é designer de interações na empresa Clashdi.

O evento está no facebook no grupo TecnoTalks – https://www.facebook.com/events/1549969218456078

Uma oportunidade de conhecer técnicas utilizando as jornadas, mas se você não conhece as jornadas, imperdível para conhecer e refletir o número de oportunidades que esta abordagem abre para games, livros, vídeos, filmes, animações, quadrinhos, storytelling …

Aqui vai um tira-gosto sobre a jornada do herói de Campbell:

Tem uma apresentação que mostra sete tipos de heróis e anti-heróis, os desenhos são muito legais e a caracterização é bem didática:

Também tem um vídeo do VDB que é nota 10 sobre Storytelling que vale dedicar alguns minutos para assistir:

0

30/09 – Vem passar um dia inspirador conosco – TecnoTalks Pais e Filhos

Vem se inspirar e planejar seu próximo projeto, um dia para compartilhar, desenhar, dançar, jogar e se divertir entre pessoas que querem mesmo é fazer parcerias com aquelas pessoas que estão mais perto de nós, como pais, filhos, irmãos, amigos. Confirme sua presença no evento: https://www.facebook.com/events/142103956389270

A programação ainda está sendo ajustada, mas a estrutura geral está sensacional e já definida conforme segue:

As 08:30 poderemos ter um wellcome coffee para quem quiser chegar cedo, para aquecimento dos bate-papos e ideias.

Manhã: 9:00

50. Storytelling e brainstorming sobre projetos e oportunidades entre pais e filhos facilitado por Paulo Caroli/filha;

50. oficina com Alexandre Leite Silva e sua pequena – projetos com LEGO;

40. Oficina sobre ilustração com Alexandre Flores Torrano;

40. Oficina de Flip Book com Alexandre Linck e Adri Germani da Anima Pocket;

Almoço: 12:00

90. Por adesão, vamos ficar por aqui mesmo e pedir algo, como pizzas. Podemos ter aqui aquele papo sobre planejamento de viagem, ancorada pelo Cassio Trindade/filha, talvez com contribuição de outros relatos;

Tarde: 13:30

20. Storytelling sobre projetos de saúde, esportivos, competições com o Carlos Giovani Rodrigues/filho;

50. Oficina com Jackes Heck e sua filha, da Academia Mentes Audazes;

60. Oficina de sapateado com o Eduardo Meira Peres e família;

60. Storytelling e oficina sobre projetos usando blogs, canais de vídeo, portfólios, com mentoria nossa para próximos passos da galera presente para seus próprios projetos – posso ancorar.

Encerramento: 16:40

Já temos algumas peças para divulgação, na medida que as outras saírem do forno compartilho, vem participar, não vamos só vivenciar desenho, ilustração, esporte, dança, arte, livros e canais de conteúdo, mas valorizar e viabilizar parcerias para uma vida, ideais, crescimento e diversão em família, pequenas ou grandes, de sangue ou aquelas unidas pelo destino.

Confirme sua presença no evento: https://www.facebook.com/events/142103956389270

21687957_1692209494146439_9028146204038277986_n

21769672_10208468498630034_944000484_n (1)

1

26/04 – TTalks UX Dojo | Relato

O TecnoTalks UX Dojo do dia 26/04 na sala 204 do prédio 99A teve em torno de 30 pessoas presentes e usou como desafio o aplicativo Serviço Legal, que motivou uma hora de debate e proposição visual de melhorias através de pitchs e P&R.

No início tivemos algumas lightning talks e após o UX Dojo, através dos pitchs por equipe tivemos como resultado dezenas de insights, muita energia, provocações, interação, ensinos e aprendizagens … como deve ser qualquer dinâmica de Dojo.

Dá uma olhada na apresentação do aplicativo, no desafio e nos quatro pitchs:

Início do UX Dojo, apresentação das personas, estabelecimento dos grupos:

Pitch Equipe #1

Pitch Equipe #2

Pitch Equipe #3

Pitch Equipe #4

 A última foto da noite foi essa aqui ó:

0

Evento sobre Coaching Criativo de 22/03/17

O evento do dia 22/03 foi uma montanha russa, eu, um cara de TI, fez a abertura falando de nossa realidade em equipes ágeis, do desafio de estabelecer a alta performance, da necessidade de buscar fundamentos essenciais em modelos da psicologia, como faço com Karasek, Tuckman, Bandura, Kohl e tantos outros.

Na passagem do bastão para a estrela da noite, a psicóloga e arte-terapeuta da Centrarte, Gislene Guimarães, a parada ficou séria, ela trouxe uma introdução embasada em Freud e Jung, um abstract de nossa formação emocional desde o útero materno, nascimento e fases … para então fazer uma dinâmica de grupo sensacional baseada nos quatro elementos – água, fogo, terra e ar …

No auditório do Global no TecnoPUC, muitos dos meus gurus e muitos TTalkers, as meninas da BPW, consultoras de carreiras e colegas DBServantes em meio a 110 pessoas presentes, vieram para saber qual é a parada do Coaching Criativo. Eu ainda fiquei com dúvidas. Eu sou de TI, então já pedi para a Gislene uma lista com bullets e tópicos, se possível com ilustrações 🙂

Ahhh, estou de Mário Bros porque o mote é ToolBox e o Mário como bom encanador, tem martelo, chave de fenda, chave inglesa, serrote, etc. O profissional do século XXI precisa buscar o equilíbrio em amplitude de conhecimento e profundidade, quando falamos do profissional T Shaped ou Pi Shaped, falamos de profissionais com uma boa caixa de ferramentas, utilizando diferentes técnicas e dinâmicas conforme contexto.

Coach é o profissional que exerce o coaching, ferramenta de desenvolvimento pessoal e profissional. No início do século XIX o termo Coach era usado na Universidade de Oxford como gíria de “tutor particular”, aquele que “conduz”. Sendo assim, o termo coaching refere-se ao processo, Coach àquele que conduz, e o Coachee à pessoa conduzida na direção do objetivo que deseja alcançar.

Segundo o dicionário, criatividade é um substantivo feminino, qualidade ou característica de quem ou do que é criativo; Relaciona-se a inventividade, inteligência e talento, natos ou adquiridos, para criar, inventar, inovar em qualquer campo. A proposta da Gislene é lançar mão de dinâmicas de grupo e elementos que façam as pessoas se conhecerem melhor através de dinâmicas de grupo e técnicas oriundas da arte-terapia.

Segundo a Sociedade Brasileira de Coachig: “O processo de Coaching é, essencialmente uma assessoria focada na geração de motivação pessoal e profissional, que tem como objetivo potencializar o nível de resultados positivos de pessoa, grupo ou empresa.”

As empresas já investem em processos de Coaching para seus executivos a décadas, mas nos últimos anos intensificou-se um investimento pessoal em em coaching profissional, life coaching, coaching individual e em grupo, coaching Teen, etc. A associação Brasileira de Coaching e outras organizações e iniciativas com a de Coaching Criativo da Centrarte oferecem de formação de coach a coaching.

O objetivo primordial é auto-conhecimento, planejar a mudança e realizá-la, trabalhando crenças limitantes, potencializando forças e mitigando fraquezas. Na foto abaixo tínhamos um grande número de coachs, com formação específica, muitos facilitadores, Agile Coachs, também consultores de RH e pessoas que curtem conhecer técnicas que possam ajudá-las a atingir seus sonhos.

“Não seja empurrado por seus problemas, prefira correr atras de seus sonhos!”

O mundo está em permanente movimento, tem sempre “alguém” mexendo no seu queijo, você pode até não mudar, não se adaptar, mas é importante se conhecer o suficiente para saber se você é o Hem, Haw, Sniff ou Scurry e estar ciente do que isso significa, estar atento. Tem gente que sente o cheiro da mudança porvir, tem gente que adapta-se quando percebe que a mudança começou, muitos só mudam sob pressão após todos os outros já terem mudado e há quem ache que o fato de o mundo mudar, do queijo acabar, ele não é obrigado a mudar!

O primeiro passo é auto-conhecimento, para então partir para a ação. Quem você é entre os personagens do Quem Mexeu No Meu Queijo? É um dos ágeis ratinhos ou um dos homenzinhos – Hem, Haw, Sniff ou Scurry?

 

3

18/01 – TTalks – Networking e Soft Skills

A segunda noite de três sobre planejamento de carreira foi tão pilhada quanto a primeira, talvez ainda mais pelo efeito cumulativo, novamente em torno de 30 pessoas. A maioria chegou as 18:30 e deu tempo para um papo descontraído e para exercitar a nobre arte do networking, além de um quebra-gelo divertido.

Também deu tempo da galera tomar um bom café, eu e o Alexandre comemos um Açaí com a granola do Canal Café que é sensacional. Desta vez ficamos na parte de baixo, no salão principal, com um bom ar condicionado para o calor das 19:00, somente na segunda parte é que fomos para a frente sob as árvores.

16143299_10208735194437211_8568843078907309473_n

Como construir networking sólido?

Lisiane Touguinha – www.linkedin.com/in/lisiane-touguinha – Um debate aberto desde o início, com a Lisiane provocando muita interação a cada tópico. Como desenvolver um bom networking, postura e atitudes negativas e positivas em eventos, como lidar com as redes sociais – linkedin, facebook, twitter, etc.

Vale a pena assistir o vídeo, se começar, acho que não vai deixar pela metade 🙂

Comunicação pessoal, relacionamentos e soft-skills

Erica Martinovski – www.linkedin.com/in/ericamartinovski – Logo após um intervalo para um tanto de networking e se refrescar, retomamos a noite com a Erica falando de carreira, o que é, para que serve, onde ela se esconde. Previamente a Kris Kabbas compartilhou este link – Pare de trabalhar com o que você ama e comece a trabalhar com o que você é!

Muito debate a partir da citação do sociólogo polonês Zygmunt Bauman, intelectuais de destaque que propôs o conceito de modernidade líquida, pois vivemos em um momento ou era em que os tempos são líquidos, posto que tudo muda rápida e facilmente, pouca coisa é feita para ser sólida, perene.

O quanto não há verdade absoluta nem receita de bolo para desenvolver uma carreira, para sermos felizes, o cuidado em entender os conceitos e não acreditar em frases ou palavras, na exigência de termos que ser modernos, descolados, colaborativos, … porque a felicidade é algo singular e responsável.

A edição de ontem foi até as 21:00 e a de hoje até as 22:00, para a de amanhã teremos que fazer uma combinação com a galera, pois a oficina poderá oferecer diferentes técnicas, mas exercitar poucas, para que seja possível consolidar conceitos e fundamentos e não termos a pretensão de encerrarmos a noite com planejamentos pessoais acabados … \o/

0

Qual é o Canal? Vamos falar de pessoas, carreiras e realização

Na terça-feira do dia 22/11/16 das 17:30 as 19:00 vai rolar a primeira edição dos eventos “Qual é o Canal?” que vai se propôr a debater temas de interesse da comunidade do ecossistema PUCRS – TECNOPUC.

qual-e-o-canal

Nas palavras da mediadora Cíntia Becker, este primeiro evento será sobre:

No dia 22/11 falaremos principalmente sobre a mudança de mindset que estamos vivendo e consequentemente novos cenários de futuro do trabalho que estão sendo projetados para os próximos 15 – 20 anos.  Fomos e ainda somos formados em uma lógica linear, segmentada, repetitiva e previsível, mas em uma era pós digital, a lógica passa a ser não linear, conectada, multidisciplinar e exponencialmente imprevisível. 

Estima-se que até metade das ocupações atuais deixem de existir e que mais da metade das crianças que estão sendo formadas hoje, trabalharão em profissões que ainda nem existem.

Para este cenário futuro (e por que não já presente?!), as habilidades sociais serão mais valorizadas do que as habilidades técnicas. Como isso muda a nossa forma de pensar? Quais são os impactos disso na nossa formação? Como podemos nos adaptar ou nos reinventar para esse novo contexto?

Para saber mais sobre a mediadora, debatedores e anfitriões:

qual-e-o-canal-iii

Não sei onde vai dar o debate, mas escolhi três post ano-a-ano desde 2012:

23/05/12 – Individualismo e Coletivo
07/07/12 – Ser “Feliz” ou “Bem-Resolvido”
19/11/12 – De Baby Boomers a Millennial
08/01/13 – A vida é como banana-boat, …
06/04/13 – O destino dos profissionais do século XXI
24/04/13 – E por falar em felicidade no trabalho
11/03/14 – Leve seu cérebro para passear ou ele irá petrificar
11/08/14 – Você está em uma Rainforest ou Blackforest
11/08/14 – Business Canvas You e o mapa de Achados e Perdidos
23/04/15 – Planejamento pessoal e de carreira
28/09/15 – Métrica de desperdício ou valor após eventos e cursos
27/10/15 – Quem é o profissional do século XXI?
30/03/16 – Estratégia, Tática e Planejamento de Carreiras
28/04/16 – Sobram operários e faltam filósofos
21/05/16 – Mudamos porque o mundo e pessoas mudaram
08/06/16 – Carreira ou emprego?

05/08/16 – T Shaped
02/09/16 – Todos nós somos GP

0

Dia 19/10 e 31/10, dois TecnoTalks imperdíveis – BI e Sustentabilidade

O grupo de práticas TECNOTALKS é formado por mais de duas mil pessoas, interessadas em compartilhar conhecimento, quer sugerindo, organizando, palestrando ou assistindo – https://www.facebook.com/groups/tecnotalks/

Na segunda metade de Outubro de 2016 teremos dois grandes eventos, no de BI já temos mais de 116 inscritos e hoje abrimos inscrições para o que versará sobre novas relações de trabalho e mercado, mais livres e sustentáveis.

ttalks-191016-bi-3

http://bit.ly/tecnotalks-bi – Galera, já temos mais de 80 inscritos para o evento do dia 19/10 com nomes e temas de grande interesse demonstrado pela nossa comunidade de práticas TecnoTalks.Palestras e debate com Fabio de Salles do SERPRO e https://geekbi.wordpress.com,Joao Gutheil da AGCO e GUBI, Sergio Brum da White Cube e Irio Musskopf da CodeLand. Vamos conversar sobre BI, DW, DM e Data Science \o/

3110-economia-colaborativa-ii

http://bit.ly/ttalks-3110 – No dia 31/10 próximo, uma segunda-feira, teremos um bom evento sobre novas relações de trabalho, de sociedade, de prestação de serviço, relações mais sustentáveis, desafios postos para o século XXI. Dá uma olhada nos nomes, perfis e venha debater com este grupo suas dúvidas, a ideia começou quando conheci a Renate Land de SP, protagonista em uma experiência de cooperativismo entre profissionais seniores, de formação multidisciplinar em gestão organizacional. A Adri Germani agregou muito valor com a Andréia e o Aron, eu convidei a Marcela Santos e como cereja do bolo teremos um painel sobre Home Office com a Denise Da Silva Dariva, que ainda vamos modelar e divulgar. Inscrições – http://bit.ly/ttalks-3110